Resgatados do "São Gabriel"

Dois dos sete cavalos lusitanos entregues aos proprietários

Dois dos sete cavalos lusitanos  entregues aos proprietários

 

Lusa / AO online   Regional   6 de Jan de 2010, 17:12

Dois dos sete cavalos de raça pura lusitana resgatados do navio 'São Gabriel', que encalhou a 21 de Novembro em S. Miguel, já foram entregues aos proprietários, depois de pagas as respectivas cauções.
João Morais, presidente do Conselho de Administração da empresa municipal Hortaludus, proprietária de um dos animais, afirmou hoje à Lusa que nem todos os proprietários concordaram com os valores da caução propostos pela 'Titan', empresa que efectuou a operação de resgate dos animais.

Apenas o cavaleiro tauromáquico João Carlos Pamplona e o director do Centro Hípico do Faial, Paulo Castro, chegaram a acordo com a empresa norte-americana, tendo pago 11 200 euros de cauções para poderem regressar a casa com os seus animais.

“Os restantes proprietários estão ainda a tentar perceber quais os critérios usados pela Titan para determinar os valores das cauções”, afirmou João Morais, acrescentando que não compreende a “discrepância” entre os 2600 euros de caução pedidos pelo cavalo de João Carlos Pamplona e os 8600 euros exigidos pelo cavalo do Centro Hípico do Faial.

João Morais frisou ainda que os proprietários dos cavalos já foram “muito penalizados” na sequência do encalhe do navio, admitindo estar a avaliar a possibilidade de ser ressarcido pelos prejuízos que resultaram desta situação.

O administrador da Hortaludus defendeu, por outro lado, a necessidade de ser alterada a legislação que regula o transporte marítimo nos Açores, no sentido de garantir “mais protecção aos proprietários”.

“Não estou a falar apenas dos proprietários dos cavalos, mas de muitas outras pessoas que confiaram os seus bens a um determinado serviço e que depois ficam sem nada”, frisou.

Os cinco cavalos lusitanos que ainda não foram entregues aos proprietários continuam retidos na Associação Equestre de S. Miguel.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.