Cancelado debate televisivo por falta de acordo entre partidos

Cancelado debate televisivo por falta de acordo entre partidos

 

Lusa/AO online   Regional   9 de Out de 2012, 12:22

A RTP/Açores anunciou o cancelamento do debate entre candidatos às eleições regionais de 14 de outubro por falta de acordo entre os partidos sobre o modelo televisivo.

A RTP pretendia realizar dois debates com todos os cabeças de lista, um com os representantes dos partidos com assento parlamentar e outro com os restantes, mas o MRPP e o PDA apresentaram uma queixa junto da Comissão Nacional de Eleições (CNE) a contestar essa solução.

“Face às queixas apresentadas e a uma contraproposta da RTP/Açores, a CNE considerou que o modelo de dois debates só seria possível se houvesse unanimidade entre os partidos, o que não aconteceu”, refere a estação pública numa carta dirigida a todas as forças políticas.

“Perante estes factos, a RTP/Açores decidiu não realizar um debate com 12 forças, em 90 minutos, por considerar este um modelo que em nada contribui para esclarecer os açorianos e não cumpre um princípio fundamental do ‘serviço público’: o de informar e formar”, pode ler-se na carta.

Como era imposto por lei perante a falta de acordo dos partidos, o debate com 12 participantes (tantas quantas as forças políticas candidatas) iria desrespeitar “fundamentos básicos do jornalismo ou modelos de comunicação em televisão”, refere a RTP/Açores.

Fonte da empresa afirmou à Lusa que a RTP/Açores tem recebido elogios da CNE sobre a sua cobertura das eleições, com um “diário de campanha e com a cobertura alargada” de todas as forças partidárias.

Além disso, “entrevistámos os 12 candidatos individualmente em horário nobre”, mas perante a falta de acordo quanto dos partidos “nunca seria possível fazer um debate televisivo sem condições mínimas”, disse a mesma fonte.

“A RTP tudo fez e tudo tentou para fazer os debates, mas infelizmente não foi possível”, acrescentou.



Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.