Seferovic salvou noite sofrida do Benfica frente ao Tondela

Seferovic salvou noite sofrida do Benfica frente ao Tondela

 

Lusa/Ao online   Futebol   31 de Mar de 2019, 11:04

Um golo do avançado Seferovic foi este sábado suficiente para o Benfica vencer o Tondela, por 1-0, num encontro da 27.ª jornada da I Liga de futebol em que os ‘encarnados’ sofreram muito até ao final.

O internacional suíço até nem foi titular, mas acabou por ser o salvador da noite no Estádio da Luz, com uma cabeçada certeira, aos 84 minutos, servido por Grimaldo, e quando o público benfiquista já temia uma noite sem golos.

Assim, os ‘encarnados’ seguraram a liderança, com os mesmos 66 pontos do FC Porto, que hoje já tinha triunfado por 3-2 no reduto do Sporting de Braga.

Com a pausa internacional, Bruno Lage teve mais tempo para recuperar alguns jogadores e trabalhar algumas situações de jogo como o próprio referiu na antevisão à partida, com a maior novidade a recair no marroquino Adel Taarabt, que se sentou no banco de suplentes, juntamente com melhor marcador do campeonato, agora com 16 golos, o suíço Haris Seferovic.

O técnico das ‘águias’ não mexeu relativamente ao ‘onze’ apresentado em Moreira de Cónegos, onde goleou por 4-0 na última ronda, mesmo sabendo que Jonas e Rafa estariam em risco de exclusão caso vissem o cartão amarelo.

Já nos visitantes, as mexidas foram três: David Bruno, Tomané e Juan Delgado ocuparam os lugares de Fahd Moufi, João Jaquité e Cristián Arango.

O passado recente até era a favor da formação de Pepa, visto que foi precisamente na época transata a única vez que os tondolenses venceram (3-2) os ‘encarnados’ e logo no Estádio da Luz. Contudo, foi o Benfica que começou por carregar e jogar quase todo o primeiro tempo no último terço do adversário.

O sufoco foi iniciado por Rafa, que, de resto, mostrou-se algo perdulário e a incapacidade de finalizar acabou por apoderar-se de si, ao minuto oito, quando, numa jogada individual, atirou com o pé esquerdo para fora, e aos 15, quando, após ser isolado por Samaris, não conseguiu ser mais forte que Cláudio Ramos.

Antes, no primeiro lance do jogo, desmarcou bem o jovem João Félix para o remate torto ao lado, voltando depois a ser displicente à boca da baliza, chegando tarde à emenda do bom cruzamento de André Almeida.

O Tondela foi tentando emergir no terreno, perante a ansiedade que os atletas de Bruno Lage começavam a mostrar, com passes errados e maior dificuldade em construir por dentro. Xavier, aos 21 minutos, fez o único remate para os forasteiros, mas a bola acabou por sair por cima, e já em período de compensação, a iniciativa de Murilo deixou Vlachodimos em apuros.

A entrada Seferovic era expectável, embora não por troca com Samaris, como optou Bruno Lage no recomeço da partida. Assim, Pizzi ocupou o lugar do grego no meio-campo e João Félix descaiu para o lado direito do ataque.

As dificuldades permaneceram e faltava sempre algum critério para chegar ao golo, muito por culpa do bloco cada vez mais fechado do Tondela, que quase quebrou não fosse o recurso ao vídeo-árbitro. Jonas ainda introduziu a bola na baliza, aos 50 minutos, porém uma mão na bola de André Almeida fez Carlos Xistra anular o lance.

O Benfica perdeu o meio-campo, a intranquilidade apoderava-se cada vez mais da equipa da casa e a entrada de Adel Taarabt no relvado da Luz acabou mesmo por acontecer, ao minuto 70, mas foi o Tondela, instantes depois, através de Xavier, que voltou a deixar o guarda-redes grego em apuros.

Seferovic e Jonas, por duas vezes, já tinham tido oportunidade para acabar com o sofrimento, porém esse momento só chegou quando o internacional suíço correspondeu de cabeça a um cruzamento de Grimaldo, aos 84 minutos.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.