Presidente da Alemanha não vai aos Jogos Olímpicos em protesto contra repressão na Rússia

Presidente da Alemanha não vai aos Jogos Olímpicos em protesto contra repressão na Rússia

 

Lusa / AO online   Internacional   8 de Dez de 2013, 11:37

O presidente alemão, Joachim Gauck, não vai comparecer nos Jogos Olímpicos de Inverno, que este ano se realizam em Sochi, na Rússia, em protesto contra as violações dos direitos humanos e a repressão dos opositores naquele país.

 

De acordo com o semanário 'Der Spiegel', o chefe de Estado da Alemanha pretende, com a sua ausência, expressar o seu apoio às vítimas da repressão policial e política e condenar os abusos dos direitos humanos que considera que se praticam naquele país, tendo já comunicado oficialmente a decisão ao Governo russo.

Gauck, politicamente independente e antigo dissidente da Alemanha comunista, junta-se assim aos inúmeros protestos que têm sido apresentados contra a lei aprovada pelo parlamento russo a penalizar a utilização de "propaganda" homossexual.

O presidente alemão tem já agendada uma receção aos desportistas alemães no regresso de Sochi, no dia 24 de fevereiro, e desde março do ano passado, quando chegou à presidência alemã, ainda não fez nenhuma visita à Rússia, que é um importante parceiro comercial alemão, e tem criticado repetida e publicamente o défice democrático naquele país.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.