Alerta sobre actividade do vulcão Kelud reduzido


 

Lusa / AO online   Internacional   8 de Nov de 2007, 14:10

As autoridades indonésias reduziram o alerta sobre a actividade do vulcão do Monte Kelud, o que significa que milhares de deslocados para abrigos governamentais já podem regressar às suas casas.
O Monte Kelud localiza-se na densamente povoada ilha de Java, onde se encontra a capital, Jacarta, e tem estado sob alerta máximo há várias semanas.

"O vulcão já não tem a energia necessária para uma erupção explosiva que pudesse ameaçar a vida das pessoas que vivem nas proximidades", afirmou o vulcanologista Surono, explicando o levantamento do alerta.

Em 1990, o Monte Kelud expeliu fumarolas e lava que mataram 30 pessoas e feriram centenas. Em 1919, uma potente explosão que pôde ser ouvida a centenas de quilómetros matou pelo menos 5.160 pessoas.

Recentemente, milhares de pessoas acataram o alerta governamental e trocaram as suas casas por tendas governamentais em local seguro, devido a ameaça de nova erupção do vulcão.

A Indonésia é uma região onde são habituais as erupções vulcânicas e tremores de terra porque se situa no chamado "Anel de Fogo" - uma série de falhas tectónicas que vão desde o hemisfério ocidental ao Japão e Sueste Asiático.

Há cerca de cem vulcões activos na Indonésia.
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.