EURO2008

Imagens da RTP mostram agressão de Scolari

Imagens da RTP mostram agressão de Scolari

 

Lusa/AO   Futebol   13 de Set de 2007, 15:45

Agressão de Scolari a Dragutinovic é bastante evidente. O seleccionador brasileiro nega-a mas o jogador sérvio confirma que o soco tocou-o ligeiramente

As imagens apresentadas pela RTP são claras e mostram Luiz Felipe Scolari a socar o jogador da Sérvia Dragutinov, no final do Portugal-Sérvia de apuramento para o Euro2008 de futebol, quarta-feira jogado no Estádio José de Alvalade.
O seleccionador brasileiro ao serviço de Portugal desvalorizou o incidente, nas primeiras declaraçóes após o jogo ("flash interview") e depois na conferência de imprensa voltou a negar que tenha sequer tocado no sérvio, afirmando peremptório "é mentira".
Tudo terá começado assim que o alemão Markus Merk apitou para o final. Muito perto do banco português Dragutinovic e Quaresma estavam a desentenderem-se, quando Scolari avançou para dentro do campo e tentou socar em cheio Dragutinovic, com este a desviar-se.
Dragutinovic, jogador do Sevilha, estaria a pedir explicações ao jogador do FC Porto por um lance de jogo, em que a Sérvia atirou para fora para ver um jogador assistido, sem que Portugal correspondesse, no reatamento. 
O primeiro elemento da equipa técnica portuguesa a chegar aos jogadores em discussão foi Brassard, treinador de guarda-redes, que tentou afastar o sérvio, só então se aproximando Scolari.
O treinador foi de imediato escoltado por elementos da segurança para fora das linhas de jogo, enquanto Dragutinivic, de longe, o invectivava.
Chegou então a temer-se um "sururu" generalizado, mas entre alguns empurrões acabou por prevalecer a calma, sem que houvesse mais nenhum episódio digno de nota.

O defesa sérvio Dragutinovic admitiu hoje que "não pensava que um treinador pudesse fazer algo do género", referindo-se à agressão do seleccionador de Portugal, Luiz Felipe Scolari, no fim do jogo entre as duas equipas (1-1).
"Apenas me tocou um pouco, porque me desviei. Não sei porque o fez e não pensava que um treinador pudesse fazer algo do género", explicou Dragutinovic, considerando "uma reacção normal" a sua reposta à agressão de Scolari.
O defesa da Sérvia revelou que "foi a segunda vez" que aconteceu com Scolari um incidente semelhante, adiantando que já tinha sucedido um episódio idêntico durante um Campeonato do Mundo, sem, no entanto, especificar.
"Eu estava apenas a falar com Quaresma, perguntando-lhe porque não nos tinha devolvido a bola. Amanhã falaremos na federação (da Sérvia) e a UEFA tomará uma decisão", disse Dragutionovic após o jogo no Estádio José Alvalade, em Lisboa, do grupo A de qualificação para o Euro2008.

O seleccionador sérvia de futebol, Javier Clemente, considerou quarta-feira "inaceitável" o comportamento de Luiz Felipe Scolari no fim do jogo com Portugal e defendeu que "treinadores assim devem abandonar o Mundo do desporto".
"A UEFA tem que tomar uma atitude. É inaceitável este comportamento e lamento que um campeão do Mundo não aceite a derrota. Uma pessoa assim tem que deixar a profissão, não é um bom exemplo e não deve estar no Mundo do desporto", afirmou Javier Clemente, na conferência de imprensa após o empate 1-1 no Portugal-Sérvia, de apuramento para o Euro2008.
No final do encontro, Luiz Felipe Scolari agrediu com um murro o defesa Dragutinovic, que depois perseguiu o seleccionador português, sem sucesso, acabando por ser expulso.
"A UEFA tem que ter em conta o vídeo do jogo e não expulsar o nosso jogador, pois foi quem sofreu a agressão", frisou, adiantando que espera uma "decisão contundente da UEFA" em relação ao acto de Scolari.
O técnico espanhol lamentou ainda a falta de "fair-play" da equipa portuguesa, quando Quaresma não devolveu a bola à formação dos Balcãs, depois de a terem lançado deliberadamente para fora para que um jogador pudesse ser assistido.
"Nós, 10 minutos antes daquela jogada, estávamos a perder 1-0 e atiramos a bola para fora. No último minuto, tínhamos um jogador lesionado e até compreendo mas não tiveram o 'fair play' para nos devolver a bola", lamentou.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.