CGD vendeu em 2017 mais de 3.000 imóveis e arrecadou 338ME

CGD vendeu em 2017 mais de 3.000 imóveis e arrecadou 338ME

 

Lusa/AO online   Economia   15 de Jan de 2018, 14:53

A Caixa Geral de Depósitos (CGD) vendeu, no ano passado, mais de 3.000 imóveis com que arrecadou 338 milhões de euros, sendo que 68 milhões de euros foram conseguidos com a venda de três edifícios em Lisboa em dezembro último.

Entre as alienações, destaca-se o conhecido Edifício Marconi, situado na zona de Entrecampos, na Avenida 5 de Outubro, disse hoje o banco público em comunicado.

A CGD indicou ainda que as outras vendas foram o Edifício Santa Maria (junto à estação de comboios de Entrecampos) e o Edifício República 50 (na Avenida da República, junto ao Campo Pequeno).

“As vendas ocorreram através de processos organizados de consulta ao mercado, com mais de duas dezenas de investidores nacionais e internacionais a manifestarem interesse e a apresentarem propostas”, referiu o banco liderado por Paulo Macedo, que indicou que com as três alienações conseguiu 68 milhões de euros.

Já em todo o ano de 2017, diz a CGD que vendeu “3.100 imóveis por todo o país, sobretudo fora dos centros urbanos de Lisboa ou do Porto, tendo obtido um encaixe de cerca de 338 milhões de euros”, o que significa mais 58% face a 2016.



Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.