Xutos & Pontapés abrem ciclo "Arena Live" em Lisboa, que conta com quatro estreias

Xutos & Pontapés abrem ciclo "Arena Live" em Lisboa, que conta com quatro estreias

 

Lusa/AO Online   Nacional   2 de Out de 2018, 08:52

A banda Xutos & Pontapés abre, no dia 29, o ciclo de concertos “Arena Livre”, no Casino Lisboa, cujo cartaz inclui os Linda Martini, os Papillon e os The Gift, e que encerra no dia 31 dezembro.

Aos Xutos, que somam 13 álbuns editados em cerca de 40 anos de carreira, sucedem-se Sérgio Godinho e convidados, com o seu mais recente álbum, “Nação Valente”, a 05 de novembro, na sequência de espetáculos a acontecer às segundas-feiras, às 22 horas (menos uma nos Açores), no palco central do Arena Lounge do Casino Lisboa, até ao fim do ano (exceto na noite de natal, 24 de dezembro).

A 12 de novembro, Carolina Deslandes é a primeira de quatro estreias neste ciclo de concertos, que acolhe também, pela primeira vez, o músico angolano C4 Pedro, a 26 de novembro, e os Linda Martini e Papillon, respetivamente, a 10 e 17 de dezembro.

Carolina Deslandes é apontada pela Estoril Sol como “uma das maiores artistas da atual geração de cantores e compositores portugueses”, recordando os “milhões de visualizações” que regista, na plataforma de vídeo ‘Youtube’. Em abril último, Carolina Deslandes editou o seu terceiro álbum, “Casa”.

No dia 19 de novembro, atuam Os Azeitonas, que este ano editaram um novo CD, “Banda Sonora”, o quinto álbum de estúdio da banda portuense.

C4 Pedro estreia-se no palco do Arena Lounge, a 26 de novembro, num espetáculo centrado no "álbum ‘King CKWA’, que reúne êxitos como ‘Tu és a Mulher’, ‘Spetxa One’ ou 'African Beauty’”, segundo o casino.

Os HMB regressam ao Arena Lounge no dia 03 de dezembro, depois das atuações nos ciclos de 2015 e 2016, seguindo-se a estreia, neste ciclo, do quarteto Linda Martini, para apresentar o álbum homónimo, editado este ano.

Outra estreia neste palco do Casino Lisboa é de Papillon, no dia 17 de dezembro. Papillon é o 'nome artístico de guerra' de Rui Pereira. “Poeta da era moderna, Papillon mistura a sua escrita afiada ao ritmo e ao sentimento que lhe são inatos; o seu nome emergiu no cenário do hip-hop 'tuga' com a participação memorável na Liga Knock Out”.

Num “concerto especial”, os Gospel Collective atuam na noite do Dia de Natal, 25 de dezembro, o único espetáculo do ciclo a uma terça-feira, que encerra no último dia do ano, “em plena noite de ‘réveillon’” com os The Gift, presença já habitual neste cartaz.

A banda da vocalista Sónia Tavares sobe ao palco central do Arena Lounge para interpretar “os seus grandes êxitos, entre os quais se destacam várias composições de ‘Altar’ [abril de 2017], o mais recente disco de originais coproduzido e cocomposto com Brian Eno, e misturado por Flood”.

No ano passado, assistiram ao ciclo “Arena Live” cem mil pessoas, segundo números da organização, dados à agência Lusa



Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.