A história de um animal chamado Pepe

A história de um animal chamado Pepe

 

Associação Açoreana de Protecção dos Animais   Eu Repórter   3 de Ago de 2010, 12:12

No dia 6 de Maio de 2010, a APA – Associação Açoreana de Protecção dos Animais recebeu um e-mail a informar que um cão de pequeno porte estava em muito mau estado, já imóvel, nas rochas junto às piscinas da Ribeira Grande e com uma enorme corrente ao pescoço.
No dia seguinte, uma das nossas sócias (e madrinha do Pepe) foi ao local para o ir buscar e deparou-se com um pequeno cão, que de facto já não se conseguia mexer devido ao estado de fraqueza em que se encontrava, com uma grande e pesada corrente ao pescoço.

As fotografias que vos mostramos não são agradáveis de ver mas são necessárias. Mostram a falta de atitude das inúmeras pessoas que por aquele local devem ter passado e que continuaram indiferentes.

Aliás, quem contactou APA afirma que a Câmara Municipal da Ribeira Grande foi por 2 vezes avisada da situação e nada foi feito.

TrÊs meses depois, o Pepe parece outro cão.

O nosso muito obrigado a quem denunciou o caso, à nossa sócia e madrinha deste felizardo e aos médicos veterinários da Clínica Veterinária que o acolheu que, desde a primeira hora, tudo fizeram para que o Pepe recuperasse.

Agora cabe-lhe a si escolher o final desta história.

Um final de carinho e mimos para um cão espectacular, meigo e muito brincalhão. Por tudo o que já passou, o Pepe merece.

 Ajude-nos a encontrar um novo lar para o nosso amigo.

Contacte a Apa: apacores@gmail.com ou 961 301 276. Associação Açoreana de Protecção dos Animais

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.