Açoriano Oriental
Pulseira eletrónica para suspeito de 11 crimes de furto em São Miguel

Um homem, de 25 anos, ficou com obrigação de permanência na habitação com pulseira eletrónica, por ser suspeito de 11 furto em estabelecimentos comerciais, industriais e edifícios públicos, na vila de Água de Pau, nos Açores.

Pulseira eletrónica para suspeito de 11 crimes de furto em São Miguel

Autor: Lusa/AO Online

A detenção do suspeito, "fora de flagrante delito", ocorreu após uma investigação policial "na sequência do significativo aumento de crimes de furto qualificado que vinham ocorrendo recentemente na vila de Água de Pau, concelho da Lagoa", na ilha de São Miguel, uma situação que estava "a afetar o sentimento geral de segurança da comunidade", segundo refere o Comando Regional da Polícia de Segurança Pública (PSP).

Em comunicado de imprensa, a PSP explica que o arguido "atuava sozinho durante a noite" e "selecionava estabelecimentos comerciais, industriais e edifícios públicos", onde se introduzia através "de arrombamento e escalamento de muros e janelas", com o objetivo de furtar objetos “que lhe permitissem a aquisição de estupefaciente para seu consumo".

A PSP admite que o suspeito possa estar implicado na prática de "uma ampla diversidade e quantidade” de outros crimes, de acordo com "a análise e acompanhamento sistemático a esse fenómeno criminal" que se registou nos últimos três meses em Água de Pau, que causou "elevados prejuízos".

Para já, o homem está "fortemente indiciado da prática de nove crimes de furto qualificado e dois de furto simples", de acordo com a mesma fonte policial.

Após ter sido presente a interrogatório judicial no Tribunal de Ponta Delgada, o suspeito ficou com "a medida de coação de obrigação de permanência na habitação, com meios técnicos de controlo à distância", informa a PSP.


PUB
Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados