Açoriano Oriental
Portugal vence Bielorrússia sem dificuldades e fica a um triunfo do Euro sub-21

A seleção portuguesa de futebol de sub-21 venceu a Bielorrússia, por 3-0, em Portimão, ficando a apenas uma vitória do apuramento para o Euro2021, com dois jogos para concretizar o seu objetivo.

Portugal vence Bielorrússia sem dificuldades e fica a um triunfo do Euro sub-21

Autor: Lusa/AO Online

No encontro em atraso do grupo 7 da fase de qualificação para o Europeu - o primeiro de um ciclo de três no Algarve numa semana -, os portugueses protagonizaram uma exibição de sentido único (38-4 na contabilidade final de remates), mas só marcaram três golos, por Prishchepa, aos três minutos, na própria baliza, Fábio Vieira (19), de penálti, e Gonçalo Ramos (90), também da marca de grande penalidade.

Portugal continua no segundo lugar do grupo, agora com 21 pontos, menos três do que o líder Países Baixos, defrontando o Chipre, no Estádio Municipal da Bela Vista, no concelho de Lagoa, no dia 15, e voltando a Portimão para jogar com os holandeses, no dia 18.

Face à última partida (vitória por 3-0 em Gibraltar), em outubro, o selecionador português, Rui Jorge, operou quatro mudanças no onze, chamando Diogo Costa, Nuno Mendes, Florentino e Gedson à titularidade.

A partida não teve muita história, com um ascendente claro de Portugal logo a partir dos primeiros segundos, que ganhou expressão imediata no marcador ao terceiro minuto, num autogolo de Prishchepa.

Após combinação dentro da área com Gedson, Jota foi até à linha de fundo e cruzou rasteiro, com o defesa bielorrusso, a um metro da linha de baliza, a tocar de forma infeliz para dentro, quando tentava cortar o esférico.

O jogo manteve-se de sentido único, com movimentações constantes dos portugueses, que procuravam rápidas trocas de bola e desequilibrar pelas alas para chegar à baliza do adversário.

Depois de várias tentativas bloqueadas pelo guardião Pavlyuchenko, o segundo golo chegou aos 19 minutos, na marcação de uma grande penalidade, por Fábio Vieira, a castigar mão de Shkurdyuk.

O jogador do FC Porto seria mesmo o melhor elemento da equipa portuguesa na primeira parte, somando ainda um 'tiro' ao poste na marcação de um livre direto (29), enquanto a Bielorrússia, que nem sequer rematou à baliza de Diogo Costa, só se atreveu no ataque numa única ocasião, com Florentino a cortar a investida (43).

Ao intervalo, Rui Jorge trocou Fábio Vieira por Pedro Gonçalves, mas o domínio dos portugueses manteve-se, estando Nuno Mendes próximo do 3-0 logo aos 47 minutos, num cruzamento/remate à barra.

Com o passar dos minutos e a vantagem no marcador a permitir o descanso com bola, perdeu-se alguma da dinâmica ofensiva imposta nos primeiros 45 minutos, cenário que Rui Jorge tentou reverter com várias substituições.

Em contra-ataque, Bogomolski podia ter reduzido a diferença, mas Diogo Costa impediu-o com grande defesa (78), lance que 'acordou' Portugal para uma 'ponta' final em alto ritmo, com ocasiões de golo desperdiçadas por Diogo Queirós (84) e Gonçalo Ramos (85).

Em 'cima' dos 90 minutos, o algarvio Gonçalo Ramos sofreu grande penalidade, pegou na bola e cobrou para fechar o marcador na sua estreia pela seleção sub-21, havendo ainda tempo para uma grande defesa de Diogo Costa a um livre direto de Grechikho (90+3).


 
PUB
Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.