Ambiente

Trilho da Lobeira - Praia da Amora novamente transitável

Trilho da Lobeira - Praia da Amora novamente transitável

 

Lusa / AO online   Regional   20 de Ago de 2010, 18:25

O trilho pedestre entre a praia da Amora e a Lobeira, na Povoação, aberto pelos primeiros povoadores da ilha de São Miguel, nos Açores, está novamente transitável, depois de resolvidos os estragos provocados pelo mau tempo do inverno passado.
A reabertura deste trilho, com uma dificuldade média, que se estende ao longo de 5,7 quilómetros, foi esta sexta-feira anunciada pela Câmara da Povoação.

A autarquia revelou que a recuperação do trilho foi uma “tarefa árdua”, atendendo que os aluimentos de terra originados pelas chuvas ocorridas no inverno provocaram o “desaparecimento de extensas partes do trajecto”.

“Havia certas zonas onde não se conseguia perceber a existência do caminho e, em alguns casos, desapareceram por completo sectores com mais de 150 metros de extensão”, refere a Câmara da Povoação, numa nota hoje distribuída.

O município salienta, por outro lado, que a demora na recuperação deste trilho pedestre também foi originada pela instabilidade de alguns taludes sobranceiros às zonas destruídas, que impedia o trabalho das equipas de manutenção.

O concelho da Povoação, na costa sul de S. Miguel, possui uma rede de trilhos pedestres com cerca de 80 quilómetros de extensão, que foi muito atingida pelo mau tempo que se fez sentir no último inverno.

O percurso pedestre agora reaberto começa junto ao caminho de acesso à praia da Amora, na freguesia da Ponta Garça, e termina na zona da Lobeira, na freguesia da Ribeira Quente, demorando cerca de 02:30 a percorrer.

Este trilho, aberto pelos primeiros povoadores da ilha, decorre quase sempre junto à costa e apresenta muitas subidas e descidas, além de atravessar várias ribeiras.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.