Açoriano Oriental
Tendas instaladas no Hospital S. João são para avaliar casos suspeitos de Covid-19

As tendas do INEM instaladas no Hospital São João, no Porto, destinam-se à avaliação inicial e decisão clínica de casos suspeitos de Covid-19, mas não ao internamento, disse hoje à Lusa fonte daquela unidade de saúde.

article.title

Foto: EPA/BILAWAL ARBAB
Autor: AO Online/ Lusa

O INEM começou no sábado a instalação de seis das 17 tendas no parque de estacionamento e que deverão estar prontas até ao final da semana, acrescentou a fonte.

A nova estrutura disponibilizará uma área “de cerca de 2.400 metros quadrados, onde se inclui além da estrutura hospitalar, a zona de alojamento da equipa e de suporte e a zona de comando da operação”.

Sem se comprometer com datas, a fonte contactada pela Lusa, informou que as tendas “serão ativadas à medida das necessidades” e que “integram o plano de contingência”.

“Deverá ficar preparado no início da semana, mas só será ativado quando a procura o justificar”, explicou a fonte.

A sua instalação acontece para fazer face ao aumento de casos de infeção pelo novo coronavírus, já que estão no São João grande parte dos 21 registados no país até sábado.

O número de pessoas infetadas em todo o mundo pelo Covid-19 aumentou para 105.836, das quais morreram 3.595, de acordo com um balanço feito pela agência France-Presse (AFP), com dados atualizados às 09:00 de hoje.

A Ásia registou, até às 09:00 de hoje, um total de 89.525 casos (3.162 mortes), Europa contabiliza 9.655 casos (263 mortes), Médio Oriente regista 6.158 casos (149 mortes), Estados Unidos da América e Canadá contabilizam ambos 270 casos (16 mortes), Oceânia 83 casos (três mortes), África 78 casos, América Latina e Caraíbas 66 casos (uma morte).

A avaliação da AFP foi realizada de acordo com dados recolhidos às autoridades de vários países, assim como informação da Organização Mundial de Saúde.


Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.