Governo britânico apoia regresso de Horta-Osório à liderança do banco Lloyds

Governo britânico apoia regresso de Horta-Osório à liderança do banco Lloyds

 

Lusa/AO Online   Economia   11 de Dez de 2011, 14:36

O Governo britânico apoia o regresso ao seu cargo do diretor-geral do Lloyds Banking Group, António Horta-Osório, que há umas semanas ficou de baixa por razões de stress, avança hoje o jornal “The Sunday Telegraph”.

De acordo com o periódico, citado pela agência espanhola EFE, o organismo UK Investimentos Financeiros, tutelado pelo Executivo para gerir as suas participações em bancos, depois dos resgates de 2008, comunicou a sua posição ao conselho de administração do banco, parcialmente nacionalizado.

Esta semana, constou-se que Horta-Osório, ex-diretor-executivo da filial britânica do banco Santander, quereria voltar ao trabalho, mas tinha de receber primeiro a aprovação da administração, que quereria garantias de que o executivo não voltaria a ausentar-se.

O jornal “The Sunday Telegraph” salienta que o apoio do organismo estatal é a chave em vésperas de uma reunião na próxima quarta-feira, onde os onze membros do conselho de administração deverão decidir se apoiam o regresso ao trabalho do banqueiro português, a quem pediram um exame médico independente.

Tanto os representantes do Governo, como a restante administração consideram, não obstante, que se Horta-Osório regressar, será necessário introduzir mudanças substanciais no banco de maneira a alterar a maneira como trabalham o banqueiro e respetiva equipa, sublinha o periódico.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.