Espanha admite subidas adicionais de impostos em 2011


 

Lusa / AO online   Economia   22 de Jun de 2010, 15:02

A ministra da Economia espanhola afirmou esta terça-feira que cumprir o compromisso de redução do défice é a “primeira prioridade” do Governo pelo que não descartou eventuais subidas adicionais de impostos em 2011.
Elena Salgado reafirmou que o Governo quer reduzir o défice das contas públicas para seis por cento do PIB no próximo ano e que eventuais medidas fiscais adicionais serão tomadas no orçamento de Estado para 2011.

Em declarações à rádio Onda Cero, Salgado explicou que o Governo analisará se são necessárias mais receitas, insistindo que o combate ao défice deve partir da administração central mas também dos Governos regionais e autarquias.

A governante insistiu que o sistema fiscal deve ser “mais equitativo” e que, se foram necessários mais esforços, quem tem mais terá que contribuir em maior medida.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.