Aviação

Embraer vende dois jactos à empresa moçambicana LAM


 

Lusa/AOonline   Economia   13 de Out de 2008, 12:37

A Embraer assinou um contrato para venda de dois jactos e opções de compra para mais duas unidades com a moçambicana LAM, informou a fabricante brasileira de aviões.
O valor total do negócio é de 75 milhões de dólares (55 milhões de euros), e poderá duplicar caso todos os direitos de compra do modelo Embraer 190 sejam exercidos, salientou a empresa, em comunicado.

    “Damos as boas-vindas à LAM como mais novo operador da Embraer no continente africano e que leva nossa base de clientes dos jactos a atingir a memorável marca de 50 empresas”, disse o vice-presidente da Embraer para o Mercado de Aviação Comercial, Mauro Kern.

    O Embraer 190 da LAM será configurado com duas classes de serviço, com nove assentos na primeira classe e 84 na económica, com a primeira entrega no segundo semestre de 2009.

    “O nosso objectivo era substituir os maiores aviões da nossa frota por aeronaves menores e mais novas que possibilitassem aumentar frequências, abrir novas rotas e servir melhor os nossos clientes”, salientou o presidente da LAM, José Ricardo Viegas, citado no comunicado.

    Os modelos da Embraer vão substituir jactos mais antigos, operados pela LAM, em rotas domésticas e em voos regionais, nomeadamente para Angola, Quénia e África do Sul.

    A fabricante brasileira anunciou ainda a entrega de 145 aviões, nos nove primeiros meses deste ano, um aumento de 34 por cento em relação ao mesmo período de 2007, quando foram entregues 108 jactos.

    Em 30 de Setembro de 2008, a Embraer contava com 23.745 empregados e sua carteira de pedidos totalizava 21,6 mil milhões de dólares (15,84 mil milhões de euros).

    A Embraer é, em consórcio com a EADS, o maior accionista da portuguesa OGMA, detendo ambos 65 por cento do capital daquela empresa portuguesa, instalada em Alverca, nos arredores de Lisboa.

    O Estado português detém os restantes 35 por cento da OGMA, através da "holding" Empordef.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.