Açoriano Oriental
“The Walking Dead” ganha episódios extra com "reviravoltas" originadas na pandemia

A décima temporada de "The Walking Dead", que devia terminar hoje com o episódio "A Certain Doom", vai ter seis episódios extra com "reviravoltas entusiasmantes", muitas resultantes do confinamento, disse a 'showrunner' Angela Kang, num encontro com a imprensa.

“The Walking Dead” ganha episódios extra com "reviravoltas" originadas na pandemia

Autor: AO Online/ Lusa

"Os seis episódios terão reviravoltas entusiasmantes para estas histórias", afirmou a 'showrunner', no encontro virtual com jornalistas internacionais. "Mergulham muito a fundo nalgumas destas personagens, quase uma narrativa em formato de antologia", descreveu. "Vamos aprender muitas coisas sobre o que aconteceu no final planeado, o episódio 16".

É este o episódio que se estreia hoje na Fox Portugal, às 22:30, e que funciona como final, apesar dos seis episódios que ainda não foram filmados estarem previstos para sair em 2021, antes do início da 11.ª temporada.

Segundo Lauren Cohan, que interpreta Maggie Greene/Rhee e que regressa neste episódio, depois de anos desaparecida, os próximos guiões vão deixar os fãs impressionados.

"Tem sido incrível para os nossos escritores terem todo este tempo para escrever. Estamos a receber guiões com mergulhos profundos nos personagens, que são muito assustadores e que os fãs vão adorar", afirmou. "É um sonho. São algumas das coisas de que mais gostei, que mal posso esperar para filmar".

Por causa da pandemia de covid-19, o regresso às filmagens será muito diferente e vai exigir adaptações na forma de fazer "The Walking Dead".

Angela Kang explicou, por exemplo, que não terão cenas com 300 zombies e haverá um foco grande nas histórias dos personagens e nas "diferentes formas como o horror e os arrepios acontecem", caracterizando a situação como um "desafio criativo".

"É um mundo completamente diferente para as produções em todo o lado", disse Kang. "Há muitos protocolos de segurança, que foram desenvolvidos em conjunto com os sindicatos que representam os atores, realizadores e equipa", afirmou.

Além das máscaras e viseiras usadas por toda a equipa, os estúdios terão filtros de ar e luz ultravioleta e a produção vai ser acompanhada por um especialista em doenças infecciosas.

A conclusão de "The Walking Dead", que está no ar desde 2010, vai ser feita em várias partes. Primeiro os seis episódios extra, contabilizados na temporada 10, depois 12 episódios da parte I da temporada 11 e, em 2022, os 12 episódios finais.

"A temporada [11] em duas partes tem a ver com programação", disse Angela Kang, explicando que este empacotamento mudou as expectativas da equipa, que vai filmar e produzir os episódios de seguida em vez de fazer uma paragem para escrever, como acontece habitualmente entre temporadas.

"Estamos a trabalhar para contar uma excelente história nos 30 episódios que nos faltam", frisou Angela Kang.

A 'showrunner' vai depois regressar, em 2023, para liderar o 'spin-off' que continuará a seguir as histórias de Daryl Dixon (Norman Reedus) e Carol Peletier (Melissa McBride).

O universo pós-apocalíptico também será expandido com uma série de antologia, "Tales of the Walking Dead", que está a ser criada pelo responsável de conteúdo Scott M. Gimple.

O universo conta ainda com a série "Fear the Walking Dead", que vai para a sexta temporada, e com a nova "The Walking Dead: World Beyond".

"As histórias vão continuar e com a série de antologia há tantas oportunidades de destacar diferentes pessoas e cenários", disse Angela Kang. "No lado criativo, percebemos que haverá formas de o universo continuar a prosperar e isso é muito entusiasmante para nós".

Lauren Cohan disse não saber se a personagem Maggie vai participar no 'spin-off' ou na série de antologia, mas disse que estão a ser conversadas todas as possibilidades.

"Há muito que pode ser explorado com a Maggie, porque ela esteve desaparecida durante tanto tempo", afirmou a atriz.

No regresso à história, Maggie é acompanhada de um companheiro misterioso, que Cohan descreveu como "um amigo muito leal e protetor na estrada".

Segundo a atriz, "vamos perceber muito mais sobre ele quando voltarmos para os episódios extra e isso vai-nos ajudar a compreender onde a Maggie andou e o que lhe aconteceu".

A atriz referiu também que o regresso de Maggie será marcado pelo confronto com Negan.

"Vai ser muito complicado", afirmou. "Posso dizer que um dos grandes impulsos no regresso da próxima temporada será dominado pela situação mal resolvida entre Maggie e Negan. É muito bom voltar. Vai estar cheio de conflito".


 
PUB
Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.