PT renova facturas Deco vê benefícios

PT renova facturas Deco vê benefícios

 

Lusa/AO Online   Economia   7 de Nov de 2009, 08:44

A Portugal Telecom (PT) renovou as facturas a enviar aos clientes - cerca de dois milhões mensalmente - para um modelo que garante ser "bastante mais simples e directo".

Na próxima semana, começa a chegar a casa dos clientes Meo e serviço fixo telefónico, a nova factura "mais simples e objectiva, mais intuitiva e mais fácil de consultar", disse fonte oficial da PT à Lusa.

Ouvidas as críticas e sugestões de muitos grupos e parceiros sociais, 'nasce' a nova factura que, segundo a PT, passa a responder às perguntas mais relevantes dos clientes de forma mais directa: quanto tem a pagar, qual o período de facturação e o prazo de pagamento, os contactos em caso de dúvida logo visíveis, os valores individuais a pagamento já com IVA incluído, num design e layout mais moderno, mais arrumado e com letra maior.

Com isto, asseguram, a factura da PT será "mais transparente". Mudanças que chegam também aos clientes que recebem a factura electrónica.

Há cerca de um ano e meio, a PT "iniciou a implementação de um processo de transparência e simplificação" do seu relacionamento com os clientes e é daqui que surge a necessidade de mudança. "A factura personifica o momento de verdade na relação entre a empresa e os seus clientes, um momento em que tem de ser transparente e que não pode levantar dúvidas, nem causar grandes surpresas", referem.

A Lusa questionou as estimativas de poupança da PT - com eventuais menos reclamações e até contencioso -, bem como o investimento na renovação da factura.

Fonte oficial disse apenas que se trata de "um investimento significativo" e que - mais do que poupanças - a mudança realçará "os benefícios de se ser cliente da PT".

A Deco, ouvida no processo, diz que as alterações são positivas. A associação lembra que existiam "alguns problemas de interpretação das facturas" e que a versão final que lhes foi apresentada, há dias, lhes parece "um acto de transparência interessante".

"Estamos convencidos que o facto de ser alterada a facturação e de aparecer agora de uma forma mais legível vai prevenir, por um lado, situações de pedidos de informação e, por outro, evitar algumas situações de reclamação".

Assim, "é bom para os consumidores porque aumenta a transparência, prevenindo situações de conflito, é bom para a empresa porque lhes retira também, eventualmente, algum contencioso".


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.