Açoriano Oriental
Conferência Episcopal recorda “humildade e simplicidade” do bispo emérito de Angra

A Conferência Episcopal Portuguesa (CEP) enalteceu o “exemplo de humildade e simplicidade” do bispo emérito de Angra, António Sousa Braga, que morreu na segunda-feira, num hospital de Lisboa, aos 81 anos.

Conferência Episcopal recorda “humildade e simplicidade” do bispo emérito de Angra

Autor: Lusa/AO Online

Em nota publicada na sua página na Internet, a CEP referiu a “grande tristeza” com que recebeu a notícia da morte do prelado.

“Entre nós permanecerá para sempre o seu exemplo de humildade e simplicidade, de bondade e bem, de proximidade e solidariedade, de forte sentido de oração e oblação, de serenidade e paz interior, de olhar atento aos mais pobres e descartados, de cuidado extremoso para com todos”, sublinhou a CEP.

O bispo emérito de Angra e Ilhas dos Açores, António de Sousa Braga, que dirigiu aquela diocese entre 1996 e 2016, morreu na segunda-feira na "sequência de uma paragem cardiorrespiratória".

Numa nota de imprensa divulgada no portal Igreja Açores, a diocese de Angra do Heroísmo informou que António de Sousa Braga morreu no "hospital onde fazia tratamentos diários".

António de Sousa Braga foi nomeado pelo papa João Paulo II a 09 de abril de 1996 como 38.º bispo de Angra, tendo sido o responsável pela igreja nos Açores até 15 de março de 2016.

Citado no comunicado, Hélder Fonseca Mendes, administrador diocesano de Angra (diocese que se encontra sem bispo desde novembro de 2021), expressou "consternação e tristeza pelo falecimento" do bispo açoriano.

"Neste momento, apenas podemos expressar a nossa gratidão pelo que este homem fez por esta igreja local. A sua dedicação e compromisso e o amor com que viveu nesta diocese", declarou o administrador diocesano.

As exéquias fúnebres do bispo emérito "ainda não estão decididas, mas o corpo deverá regressar aos Açores", acrescentou a diocese açoriana.

António de Sousa Braga nasceu a 15 de março de 1941, na freguesia de Santo Espírito, ilha de Santa Maria, nos Açores, tendo frequentado o curso de Filosofia em Monza (Itália) de 1962 a 1964 e o curso de Teologia na Pontifícia Universidade Gregoriana de 1966 a 1970.

Foi ordenado padre pelo papa Paulo VI, em Roma, em 1970, tendo iniciado um percurso nas casas de formação dos Dehonianos, onde foi superior provincial e conselheiro geral até ser nomeado bispo de Angra.

 


PUB
Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados