Açoriano Oriental
CD Santa Clara desconhece dívida de 29 mil euros

O CD Santa Clara não tem conhecimento de qualquer dívida à empresa Escrita Composta, Lda

CD Santa Clara desconhece dívida de 29 mil euros

Autor: Henrique Linhares

Tal como o Açoriano Oriental avançou na edição de ontem, a Escrita Composta, Lda, empresa que se dedica a atividades de consultoria arquitetónica, está a reclamar ao Clube Desportivo Santa Clara e à Azul Internacional o pagamento de perto de 30 mil euros.

Ricardo Pacheco, presidente do Clube Desportivo Santa Clara, assume que o clube não reconhece esta suposta dívida de 29 983, 55 euros. O líder do emblema açoriano realça que não há qualquer informação nos arquivos do clube que indique qualquer ligação à empresa em questão.

Pacheco vai mais além e reforça que nunca o CDSanta Clara pediu à Escrita Composta, Lda qualquer serviço relacionado com projetos de construção.

A Ação de Processo Comum foi interposta por um advogado natural da ilha da Madeira, revelou o presidente, que adianta que se alguém tem pagamentos em falta para com a empresa, este alguém não é, definitivamente, o CDSanta Clara.

AAzul Internacional, empresa de Glen Lau que detém 48,6 % do capital social da Santa ClaraAçores -Futebol SAD, é a outra entidade que foi constituída como réu perante o Juízo Local Cível de Ponta Delgada.

Ricardo Pacheco, eleito presidente do CDSanta Clara a 2 de outubro de 2021, também não vê ligação deste processo com as direções anteriores dos encarnados e adianta que a ação será contestada em local próprio e que será dada razão ao clube, reiterando que não há qualquer indício de que os açorianos alguma vez tenha solicitado os serviços da Escrita Composta, Lda.

PUB
Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados