Açoriano Oriental
Casa Pia volta a vencer em estreia feliz do técnico Gonçalo Santos

O Casa Pia colocou fim ao pior ciclo da temporada, ao vencer o Arouca por 1-0, num jogo da 22.ª jornada da I Liga de futebol marcado pela estreia vitoriosa de Gonçalo Santos ao leme dos ‘casapianos’.


Autor: Lusa /AO Online

Em Rio Maior, valeu o golo solitário de Clayton, já aos 74 minutos, num resultado que permitiu aos ‘gansos’ acabar com uma série de cinco jogos sem ganhar (quatro derrotas e um empate) e subir à condição ao 11.º lugar, com 23 pontos.

Já a formação arouquense – que tinha triunfado nos últimos quatro encontros, o último dos quais na receção ao FC Porto (3-2) – viu quebrado o melhor período da época, mantendo-se, para já, no sétimo posto, com 28 pontos.

O início do encontro foi pautado pela maior iniciativa da formação de Daniel Sousa, que procurou encostar o Casa Pia a zonas mais recuadas. E, aos oito minutos, foi mesmo o primeiro a criar perigo, através do remate de Cristo González, à entrada da área, defendido por Ricardo Batista.

Nos instantes seguintes, os arouquenses foram dominando o encontro, mas pertenceu ao Casa Pia a segunda grande oportunidade: aos 17 minutos, Clayton isolou Nuno Moreira, só que o jovem extremo, já dentro da área, permitiu a defesa a Arruabarrena. De seguida, Rúben Lameiras ainda festejou o golo, mas viria a ser invalidado por estar em fora de jogo.

Com o decorrer da partida, o Casa Pia foi conseguindo impor o seu jogo, ainda que sem conseguir assustar o Arouca, equipa que, aos 39 minutos, viu o extremo Morlaye Sylla obrigar Ricardo Batista a nova intervenção difícil.

O ‘nulo’ permanecia ao intervalo e o início da etapa complementar também não trouxe movimentações no marcador.

O técnico Gonçalo Santos, que substituiu Pedro Moreira no comando técnico do Casa Pia, foi o primeiro a mexer, fazendo entrar Rafael Brito, Pablo Roberto, Yuki Soma e Larrazabal, e a verdade é que as alterações surtiram efeito, uma vez que foi Pablo Roberto a assistir Clayton para o primeiro e único tento da tarde.

Aos 74 minutos, o médio ganhou um lance perante dois defesas arouquenses, correu vários metros e, já dentro da área, cruzou atrasado para Clayton finalizar e colocar o Casa Pia na frente do marcador.

Seis minutos depois, Pablo Roberto podia ter feito o segundo – a bola saiu ligeiramente ao lado do poste esquerdo de Arruabarrena –, e, no minuto seguinte, foi Ricardo Batista a travar, com uma excelente ‘mancha’, o golo a Jason Remeseiro.

Nos instantes finais, o Arouca apostou as fichas todas para ainda tentar levar um ponto de Rio Maior e só não o conseguiu porque a barra da baliza evitou o golo a Cristo González, já em cima do minuto 90.

Com este resultado, o Arouca viu encerrado um ciclo bastante proveitoso no campeonato, ao passo que, em sentido inverso, o Casa Pia volta a ganhar ânimo no campeonato, numa estreia bastante feliz para o jovem treinador Gonçalo Santos.


PUB
Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados