Açoriano Oriental
Sporting resolve em 45 minutos vitória ‘gorda’ sobre Gil Vicente

O Sporting venceu hoje o Gil Vicente, por 4-0, no arranque da 29.ª jornada da I Liga de futebol, um resultado que os ‘leões’ construíram, com eficácia, no primeiro tempo e geriram, sem sobressaltos, na etapa complementar.

Sporting resolve em 45 minutos vitória ‘gorda’ sobre Gil Vicente

Autor: Lusa /AO Online

Um 'bis' de Trincão (sete e 31), um golo de Diomade (31) e um autogolo do guarda-redes gilista Andrew (38) deram uma vantagem ‘gorda’ aos lisboetas ainda na etapa inicial, perante um adversário minhoto que, em período de transição no comando técnico, teve parca capacidade de reação.

Com esta vitória, a sexta consecutiva no campeonato, os ‘leões’ reforçam a liderança na prova, agora com 74 pontos, mais sete do que o Benfica, segundo classificado, que só joga no domingo com o Moreirense.

Já o Gil Vicente, no primeiro jogo após a saída do técnico Vítor Campelos, voltou a marcar passo na luta pela manutenção, somando a quarta derrota seguida e o sétimo jogo consecutivo sem vencer, seguindo, à condição, no 14.º lugar, com os mesmos 28 pontos.

Para este desafio, o técnico dos leões, Rúben Amorim, promoveu quatro alterações no ‘onze’, promovendo a titularidade de Diomande, Eduardo Quaresma, Ricardo Esgaio e Daniel Bragança, para os lugares de St. Juste, Coates, Matheus Reis (lesionado) e Hjulmand (castigado).

A formação de Alvalade teve um início de jogo esmagador, marcando dois golos em pouco mais de 10 minutos. Logo aos sete minutos, Trincão inaugurou o marcador, numa jogada de insistência iniciada por ele mesmo e que o atacante finalizou numa recarga, após a bola ter batido primeiro no poste.

Ainda os adeptos 'leoninos' festejavam e, quatro minutos depois, o marcador voltou a funcionar para os lisboetas, desta vez com um desvio de cabeça de Diomande a um cruzamento e Pedro Gonçalves, na sequência de um canto.

Arrasado animicamente com a entrada de rompante do adversário, o Gil Vicente, também com muitas alterações na equipa orientada pelo técnico interino Carlos Cunha, não conseguiu reagir e, além de ser inoperante no ataque, abria brechas nos processos defensivos.

Assim, à passagem da meia-hora, Mory Gbane perdeu a bola em zona proibida, numa recuperação de Daniel Bragança, que arrancou até à área para assistir o ‘bis’ do veloz Trincão (31).

Ainda antes do intervalo, a noite começava a ganhar contornos de pesadelo para os nortenhos, com o Sporting chegar ao 4-0, num autogolo do guarda-redes Andrew, que, involuntariamente, desviou com as costas um cabeceamento de Viktor Gyökeres à barra, após cruzamento de Pedro Gonçalves.

Os ‘galos’ melhoraram ligeiramente na segunda parte e, aos 64 minutos, desenharam a sua melhor chance até então, num cabeceamento de Depú, após canto, que o guardião contrário Franco Israel teve de se aplicar para desviar.

Ainda assim, o Sporting controlou o jogo sem complicações até a seu final.



PUB
Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados