PIB dos Açores cresce novamente acima da média nacional

PIB dos Açores cresce novamente acima da média nacional

 

AO Online   Regional   16 de Dez de 2017, 10:33

O Produto Interno Bruto (PIB), indicador que revela a evolução do estado da economia e a produção de riqueza, cresceu 1,6% em termos reais nos Açores, novamente acima da média nacional (1,5%) registada em 2016, segundo os dados publicados pelo Instituto Nacional de Estatística – INE, que também revelam uma revisão em alta do crescimento em 2015.


Segundo fonte oficial, o governo açoriano recebeu os dados do INE com "imensa satisfação" tendo Sérgio Ávila destacado o crescimento real “muito significativo” da economia dos Açores acima da média nacional, tanto em 2015 como em 2016, salientando ainda que a taxa de crescimento real da economia nos Açores em 2015 foi revista em alta, passando de 1,7% para 3%, sendo a média nacional de 1,8%.

O titular da pasta das Finanças afirmou que os dados divulgados pelo INE revelam ainda que a aposta no desenvolvimento da Região "está agora comprovada do ponto de vista estatístico”, sendo que “o crescimento do indicador que mede a criação e produção de riqueza nos Açores revela uma consistência de crescimento muito assinalável e sempre acima da média nacional”, destacando ainda “o aumento do investimento nos Açores”, situado em 9,8%, o maior do país, e para o qual os ramos do comércio, transportes, alojamento e restauração foram os que mais contribuíram.

De acordo com Sérgio Ávila, outro factor que influenciou o crescimento do PIB nos Açores foi "o crescimento do rendimento disponível das famílias açorianas” que continua superior à média naciona.

Segundo o Gabinete de Apoio à Comunicação Social (GACS), em 2015 as famílias dos Açores tiveram um RDB - Rendimento Disponível Bruto per capita de 11.806 euros, enquanto que a média nacional é de 11.658 euros. “Ou seja, cada Açoriano tem, em termos de rendimento disponível bruto, um valor de 11.806 euros que representa um crescimento de 4,5% face ao ano anterior e que é superior em cerca de 150 euros” à média registada por um residente no todo do restante território nacional.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.