Paramentaria e vivências religiosas nos Açores em exposição

Paramentaria e vivências religiosas nos Açores em exposição

 

Ana Carvalho Melo   Cultura e Social   18 de Nov de 2009, 10:54

A exposição Paramentaria e vivências religiosas nos Açores é inaugurada quinta-feira  no Núcleo de Arte Sacra do Museu Carlos Machado, em Ponta Delgada.
Trata-se de uma iniciativa do Museu Carlos Machado que se associa às comemorações dos 475 anos da fundação da Diocese de Angra do Heroísmo com o objectivo de chamar a atenção para um património com identidade própria no conjunto dos patrimónios que caracterizam e testemunham o percurso da comunidade açoriana, segundo nota do Gabinete de Apoio à Comunicação Social do Governo Regional.

A exposição encontra-se estruturada em três núcleos: no primeiro visita-se o poder da simbólica actuado pelo paramentaria usada ao longo de séculos na liturgia das paróquias dos Açores. As cores, que pontuam o curso do ano, têm um significado que evoca, em primeiro lugar, uma tradição religiosa, herança judaico-cristã, codificada em ritos e rituais alimentados ao longo de gerações. Num segundo núcleo a atenção do visitante será canalizada para objectos evocadores de vivências que, entre o quotidiano e a festa, caracterizam a comunidade açoriana. O terceiro núcleo procura aproximar o visitante das formas e das funções de objectos fundamentais da paramentaria usada na liturgia católica, descodificando significados tendo como referência os ministérios e a eucaristia.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.