Açoriano Oriental
Macron desentende-se com segurança israelita na Cidade Velha de Jerusalém

O Presidente francês, Emmanuel Macron, desentendeu-se com agentes da segurança israelitas durante a visita a uma igreja francesa na Cidade Velha de Jerusalém, e exigiu que um deles abandonasse o local.

article.title

Foto: EPA/LUDOVIC MARIN
Autor: Lusa/AO Online

De acordo com a agência de notícias Associated Press (AP), o incidente ocorreu quando elementos do corpo da segurança israelita pretenderam acompanhar Emmanuel Macron ao interior da igreja de Santa Ana, propriedade do Estado francês.

“Todo conhecem as regras. Não gostei do que fez à minha frente e ninguém tem de provocar ninguém. Por favor, vá lá para fora”, disse Macron, em inglês, num tom de voz elevado.

O chefe de Estado francês agradeceu depois a um outro oficial o trabalho desenvolvido pela polícia israelita, mas pediu “o respeito pelas regras estabelecidas há séculos”, asseverando que as mesmas não vão mudar sob a sua Presidência.

“Aqui é território francês e todos conhecem as regras”, sublinhou.

Emmanuel Macron classificou o incidente “como um momento de irritação”, entre as forças de segurança de França e de Israel, frisando que os efetivos israelitas ficam à porta da igreja, sendo agentes franceses quem assume o comando da segurança no interior do templo.

O Presidente francês e 40 outros dirigentes mundiais, incluindo o Presidente português, Marcelo Rebelo de Sousa, participam em Israel nas cerimónias que assinalam o 75.º aniversário da libertação do campo de concentração de Auschwitz.


Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.