Açoriano Oriental
Covid-19
Governo dos Açores quer informatizar testes feitos no continente

Os passageiros com destino aos Açores já estão a fazer os testes ao coronavírus no continente e o Governo Regional vai “informatizar a parte inicial, antes do voo”.

Governo dos Açores quer informatizar testes feitos no continente

Autor: Lusa/AO Online

Citada em nota de imprensa, Teresa Machado Luciano dá nota de que já estão a ser realizados testes aos passageiros com destino aos Açores, “em 150 postos de colheita de amostra biológica, do Algarve ao Minho”, e adiantou que o executivo está “a trabalhar também para informatizar a parte inicial, antes do voo”.

O intuito é “agilizar” o processo, “que foi implementado com sucesso e em tempo recorde”, destacou a governante, afirmando que esta é “uma solução proveitosa, quer para os turistas, quer para os residentes”.

“No 'site' dedicado à covid-19 está toda a informação necessária, desde os postos de colheita aos horários, ao 'email' e aos telefones de contacto para que os cidadãos possam marcar o seu teste”, informou.

O executivo açoriano tinha anunciado, na passada sexta-feira, que ia alargar ao continente, a partir de 01 de julho, “a rede de laboratórios de análises de despiste da covid-19, através de convenções com laboratórios privados e do setor social, agilizando, também por esta via, os procedimentos para quem pretende viajar”.

“A convenção com estes laboratórios do continente vai permitir a realização de testes de despiste ao coronavírus SARS-CoV-2 pela metodologia RT-PCR, considerada a mais fiável por entidades de referência de âmbito nacional e internacional”, explicou, na altura, a titular da pasta da Saúde.

A secretária regional, que falava na entrega de um donativo da Associação de Seniores de São Miguel a várias Unidades de Cuidados Continuados Integrados da ilha, elogiou “o trabalho meritório desenvolvido pela Equipa Coordenadora Regional junto das equipas locais, numa rede de 238 camas de cuidados continuados, distribuídas por oito ilhas, das Flores a Santa Maria”.

Teresa Machado Luciano louvou “o empenho continuado das organizações civis em contribuir e colaborar” para que sejam prestados “cuidados melhores e mais humanizados” e apelou ao voluntariado.

Na cerimónia, que contou com a presença da secretária regional da Solidariedade Social, Andreia Cardoso, foram entregues oito televisões, que terão como destino as Unidades de Cuidados Continuados Integrados dos Centros de Saúde da Ribeira Grande e de Vila Franca e da Santa Casa da Misericórdia de Ponta Delgada, e 15 relógios de parede, que serão entregues à Unidade de Cuidados Continuados Integrados do Centro de Saúde da Ribeira Grande.

 
PUB
Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.