Polícia carrega contra manifestantes em San Sebastián


 

Lusa / AO online   Internacional   12 de Out de 2007, 17:10

Agentes da polícia anti motim espanhola carregaram hoje à tarde sobre várias centenas de jovens da esquerda basca que se concentraram no centro da localidade de San Sebastián, no âmbito de um festival antifascista.
    Os confrontos começaram cerca das 16:15 locais (15:15 em Lisboa) e continuavam a decorrer quase duas horas depois, com as ruas cortadas ao trânsito e vários incêndios, ao que tudo indica em contentores do lixo.

    Um helicóptero sobrevoou a zona, onde está um forte dispositivo policial e para onde foram enviadas várias ambulâncias dos serviços de emergência.

    Essencialmente jovens, os manifestantes tinham-se concentrado num encontro que apelidaram de "festival antifascista" no mesmo local onde foi convocada uma manifestação da Falange espanhola, um grupo de extrema-direita.

    O Departamento do Interior do governo basco ordenou às autoridades que impeçam a manifestação da Falange de iniciar o seu percurso enquanto decorrem os confrontos entre os jovens da esquerda basca e a polícia.

    Desconhece-se para já a existência de vítimas dos confrontos e o balanço de danos materiais, ainda que a polícia tenha conseguido travar o incêndio de um autocarro que os manifestantes tinham virado.

    Já hoje a polícia basca tinha detido em San Sebastian um jovem de 24 anos acusado de envolvimento em incidentes ali ocorrido quinta-feira, quando a polícia também dissolveu uma manifestação considerada ilegal.

    Esse protesto tinha sido convocado em solidariedade com a cúpula dirigente do Batasuna, cujos elementos foram detidos a semana passada por ordem do juiz Baltasar Garzón, que determinou a prisão preventiva para 17 dos 22 detidos.

    Em Barcelona vivia-se hoje também um ambiente de tensão, depois de manifestantes terem queimado várias fotografias de Josep Lluís Carod-Rovira, dirigente da Esquerda Republicana da Catalunha (ERC), e uma bandeira independentista da Catalunha.

    Estes manifestantes, com indumentária da extrema-direita e com bandeiras espanholas do período pré-constitucional, tinham-se reunido para uma "homenagem à bandeira espanhola".

    Os incidentes são para já os únicos conhecidos no dia de hoje, Festa Nacional em Espanha, que este ano ficou marcado pelo debate sobre os símbolos nacionais.
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.