União Europeia

Bruxelas propõe quadro jurídico para uso de "scanners" nos aeroportos


 

Lusa/AO online   Internacional   14 de Nov de 2011, 14:21

A Comissão Europeia propôs um quadro jurídico sobre “scanners” de segurança (security scanners) para rastreio de passageiros usados em aeroportos, que impõe estritas condições operacionais e técnicas à sua utilização, foi hoje divulgado.
Até agora, segundo o executivo comunitário, apenas o Reino Unido e a Holanda utilizam regularmente os “scanners” de segurança mas a generalização destes aparelhos, que rastreiam os passageiros, só deverá acontecer dentro de dois anos.

Com esta iniciativa, Bruxelas quer que a substituição dos “scanners” tradicionais pelos novos aparelhos obedeça a regras comuns, que incluem salvaguardas que respeitam os direitos fundamentais dos passageiros e a sua saúde.

Os aparelhos em causa “não são uma panaceia, mas permitem verdadeiramente reforçar a segurança dos passageiros”, disse o comissário europeu para os Transportes, Siim Kallas.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.