Açoriano Oriental
Covid-19
Segunda morte em Portugal é homem que estava internado em Lisboa

A diretora-geral da Saúde, Graça Freitas, afirmou que a segunda morte por Covid-19 foi um homem que estava internado no hospital Curry Cabral, em Lisboa.

article.title

Foto: NUNO FOX/LUSA
Autor: Lusa/AO Online

Em conferência de imprensa realizada no Ministério da Saúde, em Lisboa, Graças Freitas destacou que a maioria dos 642 infetados pelo novo coronavírus está em casa e que só 89 pessoas continuam internadas.

A “boa prática internacional” seguida em Portugal dita que “cerca de 80%” das pessoas infetadas fica em “alta ou cuidados domiciliários” sempre que tenham condições para ficar em casa, onde continuam a ser “acompanhadas pelo seu médico de família, equipa de saúde ou médico assistente”.

Do total das pessoas doentes, “15% fica em enfermaria geral e 05% poderá precisar de cuidados intensivos”.

“O que aconteceu nesta fase inicial é que internámos todas as pessoas em contenção máxima, em quartos de isolamento com pressão negativa. À medida que o quadro clínico estabilizou e as pessoas estavam bem e tinham capacidade de ficar em casa com condições adequadas, foram fazer convalescença no domicílio”, declarou.

Graça Freitas destacou que esta é “uma boa prática internacional” e que “muitos países já nem estão a sequer a internar os 80%, ficam logo em à partida em cuidados no domicílio”.

 


Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.