Negociações de paz israelo-palestinianas precisarão de mais um ano


 

Lusa/AO online   Internacional   19 de Dez de 2013, 10:46

Os esforços para um acordo de paz entre Israel e a Palestina poderão ter de se prolongar por mais um ano, se as partes chegarem a um consenso sobre questões importantes até abril, disse o negociador palestiniano.

O Secretário de Estado norte-americano, John Kerry, lançou em julho as conversações por um período de nove meses, insistindo que o objetivo era um acordo até 29 de abril, mas o negociador palestiniano, Saeb Erakat, disse na quarta-feira que o processo poderá demorar mais tempo, segundo a agência AFP.

“Não estamos a falar sobre um tratado de paz a 29 de abril, mas de um acordo”, disse aos jornalistas em Beit Jala, salientando que este irá “especificar [questões como] as fronteiras, medidas de segurança e o estatuto de Jerusalém”.

De acordo com Erakat, desde um acordo até um tratado “serão necessários seis a 12 meses, na melhor das hipóteses”.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.