Açoriano Oriental
Ucrânia
Kiev teme que a ajuda militar diminua devido a conflito israelo-palestiniano

O chefe dos serviços de informação militar ucranianos (GUR), Kiril Budanov, admitiu ao jornal Ukrainska Pravda que o envio de material militar para a Ucrânia poderá diminuir se a guerra de Israel contra o Hamas se prolongar.

Kiev teme que a ajuda militar diminua devido a conflito israelo-palestiniano

Autor: Lusa/AO Online

Budanov afirmou que se conflito entre Israel e o grupo islamita Hamas durar algumas semanas, não haverá preocupações por parte da Ucrânia.

“Mas se a situação se prolongar, é claro que haverá alguns problemas devido ao facto de não ser só a Ucrânia a necessitar de fornecimento de armas e munições”, disse o responsável do GUR.

Budanov explicou que a Ucrânia não prevê quaisquer problemas com a ajuda militar que recebe do estrangeiro até meados do próximo ano.

“A partir daí tudo dependerá de nós, de quão bem transmitirmos, mostrarmos e explicarmos as nossas necessidades”, afirmou o chefe do GUR, acrescentando a necessidade de a Ucrânia aumentar a sua capacidade de produção de armas.

Os ucranianos temem também que o envio de assistência militar por parte dos Estados Unidos possa vir a ser interrompida no caso de uma vitória do ex-chefe de Estado republicano Donald Trump nas eleições presidenciais norte-americanas de 2024. Círculos republicanos leais a Trump são contrários à continuidade do envio de ajuda militar para a Ucrânia.

Trump é, segundo as sondagens, o político republicano mais bem posicionado para concorrer por esse partido nas eleições de 2024 nos Estados Unidos.


PUB
Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados