Açoriano Oriental
Diretor-geral do fundo de resgate europeu confiante na saída da crise mas preocupado com Itália
O diretor-geral do Mecanismo Europeu de Estabilidade, Klaus Regling, mostrou-se confiante com a saída da zona euro da crise económica e financeira que atravessa, mas mostra-se preocupado com a situação política em Itália.
Diretor-geral do fundo de resgate europeu confiante na saída da crise mas preocupado com Itália

Autor: LUSA/AOnline

Numa entrevista à revista alemã Focus, o chefe máximo do fundo de resgate do euro afirma que “maioria do trabalho já está feito” no que a salvar a zona euro diz respeito.

“Foram feitos progressos importantes. Vai levar mais dois a três anos para que todos os países da zona euro tenham um défice público inferior a 3% do seu Produto Interno Bruto (PIB)”, afirma o responsável que diz ainda que os países “estão no bom caminho para o equilíbrio orçamental”.

Klaus Regling manifestou no entanto alguma preocupação com a demissão do presidente do Conselho Italiano, Mario Monti.

“A política de reformas de Mario Monti estava a conseguir baixar as taxas de juro. Isso já não estará garantido nos próximos tempos. (…) Se houve uma mudança política, esses sucessos poderão ser rapidamente apagados”, considerou.

 
PUB
Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.