Chavez anunciou ter sido convidado por Sarkozy a visitar França


 

Lusa/AO   Internacional   24 de Set de 2007, 06:13

O presidente venezuelano Hugo Chavez anunciou domingo ter aceite deslocar-se a França a convite do seu homólogo francês Nicolas Sarkozy, sem no entanto revelar a data da visita.

Chavez, protagonista de uma mediação internacional a favor da libertação de reféns na Colômbia, entre as quais a franco-colombiana Ingrid Betancourt, fez este anúncio durante o seu programa televisivo dominical “Alô Presidente”.

    O convite de Paris foi confirmado sábado ao vice-presidente venezuelano Jorge Rodriguez durante a sua visita a Paris, indicou Chavez, que já falou duas vezes ao telefone com Sarkozy, a 29 de Agosto e a 11 de Setembro, a propósito do dossier dos reféns.

    “Sarkozy, com o qual falei duas vezes ao telefone disse-me: «Espero-o em Paris», e eu vou a Paris”, afirmou Chavez, sem revelar mais pormenores.

    O presidente socialista da Venezuela acrescentou que o antigo presidente Jacques Chirac “foi classificado como um homem de direita”, mas que as relações com a França foram sempre “francas no plano pessoal, político e económico”.

    “Actualmente, pelo que constato, (as ligações) vão continuar a reforçar-se com Sarkozy", congratulou-se Chavez.

    O dirigente venezuelano foi mandatado pelo governo colombiano por abrir as negociações com a guerrilha das FARC (Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia) que reclamam a libertação de 500 dos seus membros contra um grupo de 45 reféns.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.