Defesa

Severiano Teixeira discute reestruturação da NATO


 

Lusa/AOonline   Nacional   9 de Out de 2008, 17:34

O processo de adaptação da NATO aos novos desafios é um dos principais temas em discussão no encontro de ministros da Defesa da Aliança, que decorre esta quinta-feira e sexta-feira em Budapeste, afirmou à Lusa o ministro Severiano Teixeira.
"A transformação da NATO é precisamente o processo que se está a desenvolver no sentido de adaptar as suas estruturas, a sua doutrina e as suas forças aos desafios e ao ambiente estratégico em que vivemos", disse o ministro da Defesa Nacional (MDN), Nuno Severiano Teixeira, pouco antes de se iniciarem os trabalhos no encontro informal de ministros da Defesa da Aliança Atlântica, na Hungria.

    Para Severiano Teixeira, esta transformação vai ser abordada em três aspectos distintos: "A natureza das forças de reacção rápida, a optimização das várias estruturas políticas e militares e a capacidade da NATO em projectar, com rapidez e eficácia, as suas forças no terreno".

    As operações da NATO no Afeganistão, com a Força Internacional de Assistência à Segurança (ISAF), e a operação "KFOR", no Kosovo, vão também ser abordadas nesta reunião ministerial.

    Na quarta-feira passada o secretário da Defesa norte-americano, Robert Gates, tinha sublinhado a necessidade de serem enviadas mais tropas para território afegão.

    Também o responsável máximo pelas tropas da NATO no Afeganistão, o general norte-americano David Mckiernan, tinha, na semana passada, pedido o aumento do número de militares para aquele país, de forma a combater a situação de revolta militar.

    Sobre a missão da NATO no Kosovo, o tutelar da pasta da Defesa nacional adiantou que irá ser feito "um ponto de situação" e serão também traçadas "perspectivas futuras".

    No que diz respeito ao reconhecimento português da independência do Kosovo, que teve lugar na última terça-feira, Severiano Teixeira não quis fazer qualquer comentário, alegando que "o ministro dos Negócios Estrangeiros já fez todos os comentários em nome do governo".

    Neste encontro informal de ministros da Defesa dos países da Aliança irá ter lugar a primeira sessão de trabalho, "a nível ministerial, da comissão NATO-Geórgia criada em Setembro para tomar posição face ao conflito georgiano".

    O encontro de Budapeste terminará na sexta-feira com uma conferência de imprensa do secretário-geral da NATO, Jaap de Hoop Scheffer.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.