SCUT do Nordeste arranca em Abril de 2009


 

Paula Gouveia   Regional   9 de Dez de 2008, 10:26

O percurso entre a Algarvia e a vila de Nordeste será o primeiro a avançar, seguindo-se o lanço entre Barreiros e a freguesia de Algarvia.
Declarações de Impacto Ambiental foram emitidas, mas decorre a fase de apresentação e aprovação de projecto

A Euroscut prevê iniciar a construção da via rápida entre a zona de Barreiros e a vila de Nordeste, no âmbito do contrato de concessão das estradas de São Miguel Sem Custo para o Utilizador (SCUT), em Abril de 2009.
O projecto prevê a execução de dois lanços de estrada: um entre Barreiros e a freguesia de Algarvia e outro entre Algarvia e a Vila do Nordeste. Segundo Davide Garcia, director-geral da Euroscut, será o percurso entre Algarvia e a vila do Nordeste o primeiro a avançar.
O representante da concessionária rodoviária adiantou ainda que já foram emitidas as Declarações de Impacto Ambiental para o projecto SCUT Nordeste, mas que ainda está a decorrer a fase da apresentação e aprovação de projectos.
No âmbito da avaliação ambiental do projecto resultou, no entanto, a decisão de manter a actual travessia da Ribeira do Guilherme, procedendo apenas à sua beneficiação. Foram apresentadas três soluções, mas a Direcção Regional do Ambiente considerou que a melhor alternativa ambiental é manter o existente, descartando as duas outras hipóteses que se traduziriam na construção de um novo viaduto na última ponte antes da vila do Nordeste.
Confrontado com as questões levantadas pela autarquia de Nordeste, em moção aprovada pela Assembleia Municipal, Davide Garcia afirmou não possuir essa informação: “não conhecemos quais foram as questões levantadas pela autarquia”, disse, acrescentando que “as questões levantadas por autarquias e freguesias são em geral enviadas para a Secretaria Regional”.
Recorde-se que a autarquia enviou uma moção ao presidente do Governo Regional a solicitar alterações ao projecto SCUT (apresentado aos nordestenses em Setembro). A Câmara Municipal pretende que todas as freguesias do concelho tenham acesso directo à nova via, tal como constava na versão inicial do projecto, isto porque, segundo a informação que dispunha, as freguesias de Santana e de Santo António não terão acesso directo à nova via, tendo que deslocar-se através das freguesias vizinhas para aceder à SCUT.
A Câmara quer ainda que seja estudada uma melhor localização para a travessia da Ribeira do Guilherme, e consequentemente uma melhor ligação da Lomba da Fazenda à Vila de Nordeste, de forma a encurtar distâncias e a potenciar uma maior fluidez de trânsito no eixo com maior movimento de veículos. E reivindica que o projecto SCUT se prolongue até à freguesia de Pedreira, termo do concelho.
A este propósito, o director-geral da Euroscut esclarece que “a concessão SCUT para o Nordeste prevê a ligação apenas até ao Nordeste”.||

2,3 km de beneficiação
de estrada regional

Segundo o Relatório de Conformidade Ambiental do Projecto de Execução, o primeiro lanço a avançar, entre a Algarvia e Nordeste, possui cerca de 8,8 km, dos quais 6,5 km correspondem a um traçado totalmente novo entre Algarvia e Lomba da Fazenda, enquanto os restantes 2,3 km referem-se à beneficiação da estrada existente. O traçado desenvolve-se paralelamente à ER1-1ª, a Sul, mas com características rodoviárias diferentes e foi projectado para uma velocidade base de 90 km/h. A separação entre o traçado novo e o aproveitamento e beneficiação da estrada existente é materializada por uma rotunda – Rotunda da Lomba da Fazenda. Durante o atravessamento da povoação da Lomba da Fazenda, o traçado tem características urbanas para aumentar a segurança na circulação dos peões, com passeios de dois metros de largura.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.