Português vai caminhar durante dez meses para chegar à Terra Santa


 

Lusa/ AO   Nacional   4 de Out de 2007, 06:14

Dez meses a caminhar ao longo de oito mil quilómetros para chegar à Terra Santa. Amaro Franco parte hoje de Braga com destino a Jerusalém, numa peregrinação que nenhum outro português terá tentado nos últimos dois séculos.
"Que se saiba, há mais de dois séculos que nenhum português vai em peregrinação a Jerusalém", disse à Lusa o estudante de Teologia, nascido em França e residente em Braga, que prevê "caminhar" até Julho de 2008.

    Aos 36 anos, Amaro cumpre o sonho de uma vida: fazer uma peregrinação a pé até à Terra Santa.

    Amaro Franco quer assim recuperar o espírito dos Cruzados da Idade Média e reviver a tradição católica de "ir em peregrinação".

    "Os portugueses sempre foram um povo que gostava de ir aos principais santuários religiosos e eu vou cumprir o sonho de uma vida", referiu ainda o caminhante.

    Com poucas horas para preparar a mochila que levará na viagem, durante a qual atravessará 14 países e percorrerá oito mil quilómetros, Amaro Franco luta agora com os problemas de última hora.

    A empresa que lhe prometeu apoio financeiro "voltou atrás e não dá apoio nenhum".

    A Embaixada de Israel informou-o agora de que não poderá entrar em Israel pela fronteira do Líbano, o que o obriga a percorrer mais umas centenas de quilómetros para poder entrar naquele país pela fronteira da Jordânia.

    Sem dinheiro nem vistos para entrar em alguns países, Amaro não desiste e vai "na mesma": "De manhã vou à missa à Sé de Braga e depois parto em viagem".

    Da "Cidade dos Arcebispos" vai para Santiago de Compostela. Nos meses de Outubro, Novembro e Dezembro vai atravessar Espanha.

    O novo ano, Amaro Franco tenciona recebê-lo já em França. Em Itália, tal como os Cruzados há centenas de anos, vai a Roma orar.

    Seguem-se a Eslovénia, a Croácia, a Sérvia, a Bulgária, Turquia, Síria e Líbano.

    Antes de entrar em Israel tem ainda de passar pela Jordânia e finalmente chegará à Palestina, lá para o final do mês de Julho do próximo ano.

    "Há muitos anos que faço peregrinações a pé, desde Santiago de Compostela a Roma. Só falta mesmo ir à Terra Santa para percorrer os três maiores santuários da cristandade", disse à Lusa,

    Com despesas "incalculáveis" pela frente, Amaro Franco conta agora com a ajuda dos amigos e das poupanças que foi amealhando.

    "Compreendo que as pessoas não me ajudem financeiramente. Por que é que haveriam de ajudar a financiar a realização do sonho de alguém?", questionou o peregrino.

    "Peregrinar não é apenas andar, percorrer um caminho ou realizar um determinado número de quilómetros. É fazer um caminho motivado por algo e para atingir algo", explicou.

    Durante a viagem, "quando puder", o peregrino promete dar notícias no site www.amarofranco.wordpress.com. É também a este site que Amaro vai procurar mensagens de incentivo se o desânimo algum dia chegar.

    Para já, o sorriso deixa de lado as preocupações: "Vou realizar o sonho da minha vida. Isso é que é importante".

   
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.