Timor-Leste

Parlamento rejeita moção de censura a Governo de Xanana Gusmão

Parlamento rejeita moção de censura a Governo de Xanana Gusmão

 

Lusa / AO online   Internacional   12 de Out de 2009, 15:14

O Parlamento Nacional timorense rejeitou esta segunda-feira a moção de censura ao Governo, proposta pela FRETILIN e pelo KOTA, por causa da libertação do ex-líder de um milícia pró-indonésia, Maternus Bere, indiciado por crimes contra a humanidade.

A rejeição da moção de censura, com 36 votos contra e 25 a favor, foi culminar de uma longa maratona parlamentar de mais de dez horas de discussão e uma prova à consistência da coligação de vários partidos, a Aliança de Maioria Parlamentar, que suporta o Governo liderado por Xanana Gusmão.

O primeiro-ministro, Xanana Gusmão, assumiu por inteiro a responsabilidade pela “transferência” de Maternus Bere da prisão de Becora para a Embaixada da Indonésia, no passado 30 de Agosto, invocando razões de Estado.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.