Turismo

Número de dormidas chega às 990 mil nos primeiros nove meses do ano


 

Lusa / AO online   Regional   14 de Nov de 2007, 18:21

As unidades hoteleiras dos Açores registaram um total de 990 mil dormidas nos primeiros nove meses deste ano, mais 2,2 por cento do que no mesmo período de 2006, indicam estatísticas oficiais divulgadas.
Os dados do Serviço Regional de Estatística dos Açores (SREA) referem, porém, uma diminuição de 1,7 por cento nas dormidas verificadas em Setembro (132 mil), quando comparado com o mesmo mês do último ano.

Entre Janeiro e Setembro deste ano, os hotéis, apartamentos turísticos, pousadas, pensões e estalagens das ilhas obtiveram um total de 990 mil dormidas, o que representa uma taxa líquida de ocupação por cama de 44,2 por cento.

Neste período, Santa Maria (21,8 por cento) e Terceira (15,6) foram as ilhas com maiores crescimentos homólogos, enquanto que as Flores (-23,6), Graciosa (-9,4) e Pico (-8,5) foram as que apresentaram reduções acumuladas no número de dormidas.

A ilha de São Miguel, a maior do arquipélago, concentrou 70,7 por cento do total de dormidas nos primeiros nove meses do ano, seguindo-se a Terceira (13,1) e o Faial (8,1), indica o SREA.

De Janeiro a Setembro, os residentes em Portugal foram responsáveis por 439 mil dormidas nos Açores, enquanto que os estrangeiros, com destaque para os nórdicos, completaram as restantes 551 mil.

Ao nível dos proveitos, as unidades hoteleiras obtiveram um volume total de 45,7 milhões de euros, o que corresponde a uma variação positiva de 2,8 por cento.

Neste período, o rendimento médio por quarto (revenue per available room) foi de 30 euros, um valor superior em 5,9 por cento ao registado de Janeiro a Setembro de 2006.
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.