Michelle Brito cai para o 123º lugar

Michelle Brito cai para o 123º lugar

 

Lusa/AOonline   Outras modalidades   27 de Out de 2008, 10:19

A jovem tenista portuguesa Michelle Brito, eliminada domingo na ronda inaugural do “qualifying” do Torneio do Quebec, deve ter comprometido o objectivo de entrar directamente no quadro principal do próximo Open da Austrália.
Face às restrições impostas pelo circuito profissional feminino, por ter apenas 15 anos, Michelle Brito disputou no Canadá a última prova da época e a precoce derrota no torneio de qualificação deve ter comprometido as contas da jovem portuguesa.

    Depois de ter entrado, a 06 de Outubro, no grupo das 120 melhores jogadoras mundiais (119ª), Michelle Brito apostava tudo no torneio do Quebec para subir mais lugares na tabela WTA e, por consequência, entrar directamente no quadro principal do primeiro “Grand Slam” de 2009.

    A jovem jogadora não conseguiu, porém, entrar directamente na prova principal do Quebec e acabou eliminada logo na ronda inaugural do torneio de qualificação, depois de perder frente à húngara Aniko Kapros, por 6-2 e 6-2.

    Michelle Brito, que iniciou a temporada no 269º posto da hierarquia mundial, surge hoje na 123ª posição da lista semanal do WTA Tour, um lugar que poderá comprometer o grande objectivo para o início da próxima temporada.

    O Open da Austrália, que costuma disputar-se na primeira quinzena de Janeiro, tem 128 vagas no quadro principal, mas 12 delas são destinadas a jogadoras provenientes do “qualifying” e outras oito reservadas a convites da organização.

    Face ao desaire de domingo no Quebec, o mais provável é que Michelle Brito seja obrigada a tentar a entrada no quadro principal do Open da Austrália por intermédio do torneio de qualificação, que apura as jogadoras que ganharem três encontros.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.