Myanmar

Mais de 70 monges em manifestação pacífica em Pakokku


 

Lusa / AO online   Internacional   31 de Out de 2007, 11:21

Mais de 70 monges budistas voltaram terça-feira a manifestar-se pacificamente, na localidade de Pakokku, centro da Birmânia (Myanmar), afirmou um monge, citado no "site" da agência Mizzima, gerido por dissidentes birmaneses no exílio.
O portal da Mizzima News, com sede na Índia, refere que 73 monges do mosteiro de Sasana Wihmula iniciaram uma marcha em Pakokku, ao início da manhã e dirigiram-se para leste, ao mesmo que entoavam cânticos.

"Os monges são maioritariamente dos mosteiros de Bodhi Mandaing e de Mya", segundo um monge que testemunhou a marcha, citado pela Mizzima.

"Eles dirigiram-se para o pagode de Shwegu e entoavam o Metta Sutta (escrituras budistas para Amor e Bindade incondicionais) no pagode", adiantou o monge que pediu para não ser identificado.

Esta é a primeira manifestação pacífica desde a violenta repressão de Setembro.

Pakokku, um centro de aprendizagem budista, com mais de 80 mosteiros, sitiado a cerca de 600 quilómetros de Rangum, foi a localidade da primeira manifestação dos recentes protestos do país, que começaram a 19 de Agosto depois de as autoridades aumentarem ao preço do combustível.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.