Açoriano Oriental
Lucros das empresas dos Açores caíram em 2018 pelo segundo ano consecutivo

Os lucros antes de juros, impostos, depreciações e amortizações (EBITDA) gerado pelas empresas dos Açores diminuíram 2% em 2018, na comparação com 2017, uma queda que se deu pelo segundo ano consecutivo, divulgou esta terça-feira o Banco de Portugal (BdP).

Lucros das empresas dos Açores caíram em 2018 pelo segundo ano consecutivo

Autor: Lusa/AO Online

De acordo com um estudo do BdP, a rendibilidade dos capitais próprios foi de 4%, "valor inferior ao registado no total das empresas (8%)".

O passivo das empresas da Região Autónoma dos Açores aumentou 3%, subida que foi "determinada pelo acréscimo da dívida remunerada das empresas da região".

A dívida remunerada representava 59% do passivo das empresas açorianas (53% no total das empresas).

O documento revela que os empréstimos bancários correspondiam à maior parcela da dívida remunerada e “assumiam particular destaque” ao representarem 70% da dívida remunerada das respetivas empresas.

O estudo aponta que a autonomia financeira das empresas dos Açores ascendeu a 38% (35% no total das empresas), em 2018, sendo que cerca de 23% das empresas da região apresentava capitais próprios negativos (26% no total das empresas).

Em 2018, tinham sede nos Açores 6.000 empresas, o correspondente a 1,3% das sociedades não financeiras a operar em Portugal, sendo estas responsáveis por 1,2% do volume de negócios das empresas portuguesas (4,7 mil milhões de euros) e 1,4% das respetivas pessoas ao serviço (43 mil pessoas).

Segundo o mesmo estudo, os serviços (comércio e outros serviços) representavam 79% das empresas da região, agregavam 68% do volume de negócios e 66% do número de pessoas ao serviço.

Em 2018, 3% das empresas dos Açores realizaram exportações e 1% dessas integravam o setor exportador, sendo que “este setor assumia menor relevo face ao registado no total das empresas”.

Entre 2014 e 2018, o peso do setor exportador “aumentou marginalmente na região, ainda que o volume de negócios gerado por estas empresas tenha diminuído dois pontos percentuais no mesmo período”.

O volume de negócios das empresas dos Açores aumentou 5,6% em 2018, valor abaixo do observado pelo total das empresas (6,5%), tendo a subida sido determinada “ essencialmente, pelo mercado interno, com as exportações a representarem 4% do volume de negócios na região”.

Segundo a informação da Central de Responsabilidades de Crédito do Banco de Portugal, no final de 2019, a região agregava 2% dos empréstimos concedidos pelo sistema bancário residente às empresas portuguesas, sendo que o rácio de empréstimos vencidos era de 2,7% (4,7% no total das empresas), valor inferior em 5,2 pontos percentuais ao observado no final de 2014.

Em 2018, o financiamento por créditos comerciais representava 17% do passivo das empresas da região, percentagem “similar no total das empresas”, mas, no entanto, o financiamento líquido por dívida comercial era negativo, equivalente a 1% do volume de negócios das empresas.


 
PUB
Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.