José Manuel Bolieiro quer continuar Encontro Internacional de Poesia

José Manuel Bolieiro quer continuar Encontro Internacional de Poesia

 

AO Online   Regional   11 de Nov de 2018, 18:58

O Encontro Internacional de Poesia, iniciativa da Câmara Municipal, que se realizou em 2017 em Ponta Delgada e este ano no Porto Santo (Madeira) é para continuar. A garantia foi dada, esta sexta feira à noite, pelo Presidente José Manuel Bolieiro, durante a cerimónia de lançamento do livro “A Condição de Ilhéu”.

O livro agora lançado pela Câmara Municipal reúne as intervenções proferidas I Encontro Internacional de Poesia “Da Cidade dos Poetas” realizado em Ponta Delgada a 12 de outubro de 2017.

Na obra, que José Manuel Bolieiro ofereceu a todos os presentes, inclui as comunicações de Adelaide Ramos Vilela (Canadá), Álamo de Oliveira (Açores), António Crespo Massieu (Canárias), Aquiles García Brito (Canárias), Carlos Alberto Machado (Açores), Carlos Bessa (Açores), Giuseppe Conte (Itália), Irene Lucília Andrade (Madeira), J. David Pinto-Correia (Madeira), João Carlos Abreu (Madeira), José Andrade (Açores, José Carlos Catano (Canárias), José Luiz Tavares (Cabo Verde), Marcelino de Castro (Madeira), e Nuno Costa Santos (Açores.

A apresentação do livro foi feita por José Andrade e contou com a presença do poeta madeirense João Carlos Abreu, Comissário do Encontro que defendeu que a poesia “é fundamental na vida das pessoas”, que “as ilhas têm de se unir em prol da cultura” e que “a união entre os Açores, a Madeira e as Canárias é essencial para que se possa deixar um importante legado às gerações vindouras”.

José Manuel Bolieiro manifestou-se orgulhoso por ter Ponta Delgada como pioneira do Encontro Internacional de Poesia e assumiu que a nossa ‘Cidade dos Poetas’ assegurará a sua organização bianual, alternadamente com os arquipélagos da Madeira e das Canárias.

Segundo adiantou o Presidente do maior município dos Açores, “a excelência dos poetas de diferentes geografias reclama a continuidade e o alargamento desta que é uma boa ideia de Cultura”.

O autarca reconheceu e agradeceu “o contributo determinante de João Carlos Abreu, a ‘alma mater’ desta iniciativa em Ponta Delgada e no Porto Santo”.



Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.