Madeira

Jardim e Aguiar-Branco insultados por manifestantes na Madeira

Jardim e Aguiar-Branco insultados por manifestantes na Madeira

 

Lusa/AO Online   Nacional   13 de Set de 2012, 18:44

O ministro da Defesa Nacional, José Pedro Aguiar-Branco, e o presidente do governo regional da Madeira, Alberto João Jardim, foram esta quinta-feira insultados no Funchal por um grupo de manifestantes contra as medidas de austeridade, que os chamaram

 

À entrada do edifício do governo regional, onde decorre uma conferência subordinada ao tema "A Cooperação Civil/Militar na Ajuda de Emergência", um grupo constituído por vários dirigentes sindicais e militantes do PCP gritaram várias palavras de ordem contra o aumento dos impostos e do desemprego.

Alberto João Jardim foi o primeiro a chegar ao local e a enfrentar o grupo, que empunhava vários cartazes contra as medidas de austeridade.

"Costuma-se dizer que quanto pior, melhor", disse Jardim, desvalorizando a situação, para acrescentar sorrindo: "Estes desgraçados do PC nunca mais tinham aparecido".

Um dos manifestantes gritou: "Estás-te a rir, mas está-te a acabar a guita".

Depois foi a vez de José Pedro Aguiar-Branco passar pelos populares, tendo o ministro considerado que o protesto é uma "manifestação da democracia".

"Vivemos em democracia e a liberdade de expressão e opinião é um bem inestimável da democracia, assim como o exercício do poder por parte de quem os portugueses, em voto livre e escrutínio direto, fazem as suas opções. Portanto, está a democracia a decorrer na sua normalidade e é assim que todos nós desejamos", afirmou.

O ministro começou hoje uma visita de dois dias à Madeira, onde vai visitar várias instalações militares.

 


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.