Açoriano Oriental
Irão alerta que "a cada dez minutos morre uma criança" em Gaza

O Presidente do Irão, Ebrahim Raisi, alertou para a situação no enclave palestiniano de Gaza, onde “a cada dez minutos morre uma criança”, sendo que 6.000 já perderam a vida devido aos ataques israelitas.

Irão alerta que "a cada dez minutos morre uma criança" em Gaza

Autor: Lusa


“A cada dez minutos morre uma criança em Gaza”, afirmou Raisi no início de um encontro com o seu homólogo russo, Vladimir Putin, realizado no Kremlin.

O Presidente iraniano afirmou que até agora “mais de 6.000 crianças foram mortas pelo regime sionista” em Gaza, acrescentando ainda que tal situação está a acontecer “com o apoio dos Estados Unidos e do Ocidente”.

“É lamentável que as organizações internacionais e aqueles que apelam aos diretos humanos tenham perdido a sua eficácia”, afirmou Raisi.

“É necessário parar os bombardeamentos o mais rapidamente possível. Isto é algo que diz respeito não só à região do Médio Oriente, mas de toda a humanidade, o que exige uma solução rápida”, acrescentou.

Nas suas palavras de boas-vindas, Putin destacou a importância de se trocarem “pontos de vista sobre a situação regional, especialmente no que diz respeito à situação na Palestina”.

Ambos os Presidentes destacaram os progressos realizados nas relações bilaterais entre a Rússia e o Irão, manifestando a sua determinação em continuar a aprofundá-las.

“Conseguimos progressos e desenvolvimento [nas nossas relações]. Penso que as conversações de hoje possam vir a contribuir para a criação de novas condições que permitam concretizar as possibilidades potenciais dos nossos países”, afirmou Raisi.

O seu homólogo russo apoiou as palavras do Presidente iraniano, salientando que no ano passado, as trocas comerciais entre Moscovo e Teerão "cresceram 20% e obtiveram bons resultados”, com uma balança comercial que, segundo ele, ascende a cinco mil milhões de dólares (4,6 mil milhões de euros).

Putin aceitou ainda um convite para se deslocar a Teerão, onde esteve em julho do ano passado.

O Presidente russo visitou os Emirados Árabes Unidos e a Arábia Saudita na quarta-feira, numa viagem durante a qual discutiu o conflito no Médio Oriente.

As relações entre o Irão e a Rússia reforçaram-se nos últimos anos, sobretudo desde o início da guerra na Ucrânia, em fevereiro de 2022.

As autoridades ucranianas acusam Teerão de fornecer à Rússia equipamento militar, incluindo drones de ataque Shahed.


PUB
Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados