Hospital de Ponta Delgada acreditado


 

João Alberto Medeiros   Regional   4 de Dez de 2007, 09:50

A qualidade dos serviços prestados pelo Hospital do Divino Espírito Santo vai melhorar significativamente, na sequência do processo de acreditação da instituição por parte do "Acreditation Awards Panel".
O Hospital de Ponta Delgada passa assim a integrar um grupo restrito de 20 hospitais em todo o país.
O processo de acreditação em qualidade termina após três anos, em que foram adaptados 13 mil critérios, na sequência do processo iniciado em Julho de 2004, com a assinatura de um contrato entre Instituto de Qualidade em Saúde (IQS) e o Hospital de Ponta Delgada.
Correções impostas a cerca de 100 critérios levaram a que o processo só fosse concluído em três anos e não em dois, como estava previsto.
No entanto, apenas um hospital nacional conseguiu cumprir a meta dos anos.
A acreditação em qualidade é válida por um período de três anos, período de tempo em que se procederá a uma avaliação constante dos serviços.
Ao longo de todo o processo foram realizadas auditorias externas que permitiram proceder à identificação das fragilidades do Hospital de Ponta Delgada, tendo sido implantados a partir daí, Planos de Melhoria.
Armando Anahory, presidente do conselho de administração do Hospital de Ponta Delgada, considera que se está perante um “processo de mudança” com este “novo instrumento”, que “não constitui um fim, mas um processso de mudança da nossa organização, cultura e serviços”.
O projecto irá proporcionar “evidentes benefícios para os utentes e profissionais”, na leitura de Armando Anahory.
“Depois da mudança para as novas instalações do hospital, com todas as melhorias do espaço fisíco e da tecnologia disponível, concluímos que os nossos processos organizativos e procedimentos não se tinham alterado.” - salvaguarda Armando Anahory.
Visando “corresponder melhor às maiores expectativas criadas na população em geral como nos profissionais da instituição, foi encetado um processo de mudança, da qual acreditação foi um instrumento”.
Com a acreditação, o processo de qualificação será contínuo, sendo aplicadas normas específicas, focalizados os procedimentos e processos organizacionais.
Continuará a realização de auditorias e recomendações de melhorias, sendo medido o desempenho e avaliada a qualidade.
O processo implica ainda uma abordagem integrada e estratégica de mehoria contínua, focalizando-se os utentes e seus benefícios.
Indirectamente, o objectivo qualidade agora alcançado vai também contribuir para melhorar a qualidade do serviço prestados nas Urgências do Hospital de Ponta Delgada, que atendem cerca de 400 pesssoas por dia.
Vão ser também combatidas as listas de espera, um dos maiores problemas que afecta a instituição e, consequentemente, os utentes.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.