Açoriano Oriental
Açores/Eleições
Governo suspende agenda pública durante a campanha eleitoral

O Governo dos Açores vai suspender a agenda pública durante o período oficial de campanha para as eleições para o parlamento açoriano que arranca no domingo, estendendo-se até 23 de outubro, foi anunciado este sábado.

Governo suspende agenda pública durante a campanha eleitoral

Autor: AO Online/ Lusa

Numa nota enviada às redações o executivo regional informa que o presidente do Governo, Vasco Cordeiro, "deu orientações a todos os membros do Executivo para a suspensão da agenda pública durante o período oficial de campanha para as eleições para a Assembleia Legislativa da Região Autónoma dos Açores, que decorre de 11 a 23 de outubro".

No âmbito desta decisão, "os secretários regionais, os diretores regionais dos diversos departamentos governamentais e as empresas do setor público regional continuarão a desenvolver a sua atividade, sem eventos públicos, salvo circunstâncias excecionais ou imprevistas", lê-se ainda na mesma nota.

De acordo com a legislação em vigor, o período da campanha eleitoral inicia-se no 14.º dia anterior ao dia designado para as eleições - 25 de outubro - e termina às 24 horas da antevéspera do mesmo.

As próximas eleições para o parlamento açoriano decorrem em 25 de outubro.

Nas anteriores legislativas açorianas, em 2016, o PS venceu com 46,4% dos votos, o que se traduziu em 30 mandatos no parlamento regional, contra 30,89% do segundo partido mais votado, o PSD, com 19 mandatos, e 7,1% do CDS-PP (quatro mandatos).

O BE, com 3,6%, obteve dois mandatos, a coligação PCP/PEV, com 2,6%, um, e o PPM, com 0,93% dos votos expressos, também um.

O PS governa a região há 24 anos, tendo sido antecedido pelo PSD, que liderou o executivo regional entre 1976 e 1996.


 
PUB
Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.