Saúde

Governo não vai encerrar serviços no Hospital da Horta

Governo não vai encerrar serviços no Hospital da Horta

 

LUSA/AOnline   Regional   24 de Set de 2011, 13:06

O secretário regional da Saúde, Miguel Correia, assegurou hoje que “não está previsto o encerramento de nenhum serviço” no Hospital da Horta, no Faial, Açores, desmentindo informações surgidas nos últimos dias nos Açores que apontavam nesse sentido.

Miguel Correia, que falava na cerimónia de lançamento da primeira pedra das obras de ampliação daquela unidade de saúde, frisou que o que está previsto é uma “consolidação e uma melhoria” das capacidades do Hospital da Horta e não o encerramento de valências.

“Nem teria sentido depois das obras que se vão realizar que se diminuíssem as valências e as capacidades”, frisou o secretário regional da Saúde, admitindo, no entanto, ter solicitado ao Conselho de Administração do Hospital da Horta dados sobre alguns serviços, tal como fez com outras unidades de saúde do arquipélago, para “fazer contas, comparar custos e eficiência”.

“É uma tarefa que temos de continuar a fazer para determinar a eficiência e a eficácia dos nossos serviços, porque o nosso objetivo é claro, não iremos desperdiçar qualquer oportunidade de melhoria para gerar mais eficiência e para gerar menos custos”, afirmou.

Miguel Correia salientou que as unidades de saúde açorianas já conseguiram reduzir despesas ao longo do último ano, frisando que a “cultura de desperdício” que existia nos serviços públicos de saúde do arquipélago só pode acabar com o “contributo dos médicos”.

A obra de ampliação do Hospital da Horta, orçada em 11 milhões de euros, foi considerada “indispensável” para a melhoria das condições de trabalho e de acesso aos cuidados de saúde.

O hospital serve os habitantes das ilhas do Faial, Pico, Flores e Corvo, num total de cerca de 34 mil pessoas.

A intervenção que agora começou envolve a reconstrução do Bloco C, onde estão instalados os serviços de Obstetrícia, Ginecologia, Bloco de Partos, Pediatria e Fisiatria, e a ampliação das áreas de consulta externa, internamento e dos serviços de Medicina Hiperbárica.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.