Governo diz ter garantia de que as quotas do leite vão se manter até 2015

Governo diz ter garantia de que as quotas do leite vão se manter até 2015

 

Lusa / AO   Regional   5 de Dez de 2006, 22:53

O secretário da Agricultura açoriano assegurou hoje ter a garantia da comissária europeia do sector de que o regime de quotas de produção de leite em vigor na União Europeia vai se manter de Março de 2015.

O secretário da Agricultura açoriano assegurou hoje ter a garantia da comissária europeia do sector de que o regime de quotas de produção de leite em vigor na União Europeia vai se manter de Março de 2015.

Noé Rodrigues, que hoje reuniu em Bruxelas com Mariann Fischer Boel, adiantou à agência Lusa que o executivo regional pretendeu "clarificar" esta matéria, tendo em conta "a agitação" gerada devido a notícias sobre o eventual fim antecipado do regime de quotas.

Segundo o secretário açoriano, o regime de quotas é assim para manter até 31 de Março de 2015, salvaguardando que até lá vai ser feita "uma reflexão profunda" acerca das implicações do ponto de vista político, económico e social, associadas ao desmantelamento do sistema de quotas.

Noé Rodrigues assegurou que o Governo Regional já está a fazer essa análise, desde o início do ano, na sequência de um estudo com a universidade açoriana, com vista a apresentar a posição da região nesta matéria.

Trata-se de identificar estrangulamentos e oportunidades para a cadeia de valores do leite e lacticínios, explicou Noé Rodrigues, destacando a importância do sector leiteiro na economia açoriana.

O governante defendeu, ainda, a necessidade de se continuar a investir no sector, até ao desmantelamento do sistema de quotas, com o propósito de acentuar a reconversão das explorações agrícolas leiteiras.

"Tem havido uma grande evolução neste sentido", declarou Noé Rodrigues, para quem este "crescimento terá que prosseguir", por forma a que em 2015 a região esteja "mais preparada" para os cenários que se colocarão com o fim do regime de quotas leiteiras.

Para o deputado europeu do PSD/Açores, Duarte Freitas, é "satisfatório" que o secretário regional se tenha deslocado a Bruxelas para "protelar o máximo possível" o fim das quotas de produção de leite e haver medidas compensatórias quando tal surgir, mas é preciso também fazer pressões junto do Governo da República.

"O avião antes de ir para Bruxelas pára em Lisboa", enfatizou Duarte Freitas, ao defender a necessidade do Executivo açoriano alertar o Governo da República para esta matéria.

Segundo disse, é preciso exigir uma discriminação positiva relativamente às reservas de quota que Portugal tem e aos acréscimos de que quota que vai ter.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.