Liga Sagres

Golo de Sidnei vale vitória do Benfica sobre o Estrela

Golo de Sidnei vale vitória do Benfica sobre o Estrela

 

Lusa/AO online   Futebol   16 de Nov de 2008, 20:05

O Benfica manteve-se hoje na perseguição ao líder Leixões, ao vencer em casa o Estrela da Amadora por 1-0, em jogo da oitava jornada da liga de futebol, mantendo-se a um ponto da equipa de Matosinhos
Os “encarnados” já sabiam que não conseguiam ascender à liderança da Liga, depois de sábado o Leixões, treinado por José Mota, ter vencido o Sporting por 1-0, em Alvalade, atrasando os “leões” na luta pelos lugares da frente.
Hoje, na Luz, o treinador espanhol Quique Flores voltou a apresentar um “onze” sem extremos de raiz - apostando na subida dos laterais - e deixou o meio-campo entregue a Katsouranis, Yebda, Carlos Martins e, um pouco mais avançado, Pablo Aimar.
Na frente a dupla escolhida foi Nuno Gomes e David Suazo, enquanto o paraguaio Oscar Cardozo ficou no banco, bem como Jose António Reyes, que regressou aos convocados depois de ter cumprido castigo no jogo para a Taça, com o Aves (3-0).
No Estrela da Amadora, depois de uma semana de poucos treinos e muitas reuniões devido à questão dos salários em atraso, Lázaro foi o técnico interino, em substituição de Lito Vidigal, que se demitiu terça-feira.
A equipa da Reboleira, que vai apresentar um pré-aviso de greve para os dois próximos jogos (com Paços de Ferreira e Sporting), não pôde contar também com Rui Varela, que se sentiu indisposto no último treino desta semana.
O jogo da Luz teve uma primeira parte morna, com o Benfica a mostrar pouco caudal ofensivo e alguma lentidão de movimentos, tendo no uruguaio Maxi Pereira o elemento mais acutilante no corredor direito do ataque.
Neste período, a melhor oportunidade pertenceu, todavia, ao Estrela da Amadora, aos 16 minutos, após uma entrada dura de Luisão sobre Luís Vidigal e que proporcionou um livre no lado esquerdo do ataque.
Celestino cruzou com perigo para a área, o central Nuno André Coelho subiu mais alto que os defesas “encarnados” e obrigou Quim a boa defesa para canto.
Aos 25 minutos, o Benfica respondeu, naquela que foi também a sua melhor oportunidade. Um lance de pressão de Nuno Gomes sobre a defesa amadorense, a bola bateu em Pablo Aimar e sobrou para David Suazo, que, isolado, atirou por cima.
Sem alterações no reatamento, o Benfica seria mais feliz nos minutos iniciais.
Aimar assistiu Nuno Gomes, que, de costas para a baliza, aguentou a carga dentro da área e serviu Sidnei à entrada de mesma para o 1-0, aos 50 minutos, naquele que foi o terceiro golo do defesa brasileiro na Liga 2008/2009.
Ultrapassada a uma hora de jogo, Quique Flores trocou Nuno Gomes por Reyes, com o espanhol a ocupar um lugar ao lado de Suazo, e Lázaro fez sair Celestino e entrar Teti.
Com o espanhol a flectir na ala esquerda, aos 77 minutos o Benfica voltou a ter boa ocasião para marcar, num cruzamento rasteiro de Reyes ao qual David Suazo, junto ao poste direito da baliza de Nelson, falhou a emenda.
O Estrela também mexeu na sua estrutura, com as entradas de Anselmo e Pedro Pereira, enquanto no Benfica Binya substitui o apagado Carlos Martins, e Cardozo, aos 85, entrou para o lugar de Suazo.
Já em descontos, a equipa da Amadora ainda tentou colocar-se perto da baliza de Quim, sobretudo com bolas bombeadas, mas sem resultados práticos.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.