Economia do mar debatida em Lisboa


 

Lusa/AOonline   Nacional   5 de Out de 2008, 11:37

Inovação, desenvolvimento tecnológico e investigação são alguns dos temas centrais da economia marítima que vão ser discutidos, a partir de segunda-feira, pelo consórcio liderado por Lisboa na semana europeia das regiões.
O Open Days, o maior evento de cidades e regiões da União Europeia, vai reunir, em Bruxelas, especialistas, decisores em matéria de políticas regionais e empresários para debater o futuro das regiões num mundo em mudança.

    A Região de Lisboa e Vale do Tejo que lidera pela segunda vez um consórcio de regiões, escolheu a economia marítima como tema central "pela sua relevância para a competitividade da região", disse à Lusa a vice-presidente da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional (CCDR-LVT), Paula Cunha.

    "O facto de estarmos à frente deste conglomerado [Portugal, Espanha, Itália, Grécia e Holanda] significa que somos cada vez mais um "player" reconhecido em termos internacionais", salientou, destacando os estuários, a biodiversidade, a multiculturalidade, as características ambientais e paisagísticas e a inovação como alguns dos pontos fortes da região de Lisboa e Vale do Tejo.

    Nos seminários organizados pela região de Lisboa vão analisar-se as principais tendências no transporte marítimo e as apostas futuras das regiões marítimas.

    "Vamos ver de que forma a tecnologia, o know-how e a criatividade podem criar valor acrescentado e que "clusters" multisectoriais podem ser desenvolvidos", adiantou a responsável da CCDR-LVT.

    Paula Cunha admite, no entanto, que a região de Lisboa apresenta ainda algumas fragilidades, sendo os problemas relacionados com as desigualdades e com a inclusão os que suscitam mais preocupações.

    A semana Open Days conta com a presença de 6000 participantes oriundos de mais de 200 regiões e cidades europeias.

    Neste mega-evento vão suceder-se workshops, seminários e conferências, num total de 120 sessões de trabalho centradas nos temas da inovação, desenvolvimento sustentável e alterações climáticas, cooperação e redes e política de coesão.

    O Open Days vai prolongar-se com mais de 200 eventos realizados a nível local, nas regiões participantes.

   

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.